Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Entenda por que não compartilhar dados pessoais com a IA Gemini

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 15 de Fevereiro de 2024 às 12h47

Link copiado!

Douglas Ciriaco/Canaltech
Douglas Ciriaco/Canaltech
Tudo sobre Google

O Gemini, chatbot com inteligência artificial (IA) do Google, armazena informações de algumas conversas por três anos para revisão humana e melhorar o serviço, segundo mostra a política de privacidade da plataforma. Ou seja, é altamente recomendável não compartilhar informações sensíveis com a IA.

Dados armazenados por até 3 anos

A informação sobre o tempo de retenção de dados compartilhados com o Gemini consta na seção sobre a configuração de definições do serviço, que também é controlado pela central de privacidade Minha Atividade. A área permite rever e eliminar comandos usados nos chats (assim como de outros produtos da empresa), mas nem tudo pode ser excluído.

Continua após a publicidade

Segundo as diretrizes da Gigante da Web, as conversas “analisadas por revisores humanos” não são eliminadas pelo portal de privacidade. Na verdade, essas informações são retidas por até três anos pois estão “mantidas separadamente” e não estão associadas à conta do Google.

Outros detalhes são armazenados, como idioma, tipo de dispositivo usado no chatbot e as informações de localização, pela empresa.

Guarde seus segredos

Todo esse processo é destinado à revisão humana para, nas palavras da companhia, “ajudar na qualidade” do Gemini e de ferramentas relacionadas. Para evitar a identificação e garantir a privacidade dos usuários, o Google também desassocia os chats.

Continua após a publicidade

Mesmo assim, o Google faz um alerta: não compartilhe informações pessoais, principalmente as confidenciais.

“Não insira informações confidenciais nas conversas nem dados que você não quer que sejam revisados ou usados para aprimorar nossos produtos, serviços e tecnologias de aprendizado de máquina”, diz a política de privacidade.

Nem todos os dados são guardados

Continua após a publicidade

O Canaltech procurou o Google para conhecer mais detalhes do processo. Em nota, a empresa afirmou que usa “consultas e outros feedbacks” para aprimorar a qualidade das respostas do Gemini, mas não há uma notificação ou um portal para saber se esses dados foram usados.

“Suas conversas com os Aplicativos Gemini estão desconectadas de sua Conta do Google antes que os revisores as vejam ou as anotem”, explicou o Google. “Apenas uma parte das conversas é revisada e usamos ferramentas automatizadas para ajudar a remover informações de identificação do usuário.”

Além disso, nem todas as conversas são usadas para este fim: “selecionamos uma amostra aleatória para essa revisão humana”, ressaltou a empresa. Os usuários, no entanto, podem desativar a Atividade Gemini, no portal Minhas Atividades, para evitar que os chats futuros sejam usados para revisão humana e melhorias.

Como desativar as atividades do Gemini

Continua após a publicidade

Aprenda a desativar as atividades do Google Gemini para evitar coletas de dados futuras:

  1. Acesse o portal Minha Atividade (myactivity.google.com/product/bard);
  2. Abra o menu “Desativar”;
  3. Escolha “Desativar” ou “Desativar e excluir atividade”;
  4. Confirme o procedimento.

Vale lembrar que a atividade pode ser habilitada novamente na mesma página ao clicar no botão “Ativar”.