Opera para Android | A excelência da navegação mobile [análise]

Por Douglas Ciriaco | 11 de Julho de 2020 às 12h00
Divulgação/Opera
Tudo sobre

Opera

Saiba tudo sobre Opera

Ver mais

O Opera é um navegador com bastante estrada. Lançado em 1995, ele sempre se destacou pela inovação e pela versatilidade, tudo sem abandonar o foco na leveza e na fluidez.

Comendo pelas beiradas, ele jamais chegou a ameaçar o reinado do Internet Explorer, como fez o Firefox, nem faz isso agora, quando o Chrome reina soberano, mas quem se dedica a usá-lo, dificilmente se arrepende. E tudo isso se aplica também à versão para Android do navegador, igualmente repleta de boas ferramentas que fazem do Opera uma das melhores opções de navegadores da atualidade.

Confira agora uma análise completa do Canaltech sobre Opera para Android. Este é mais um artigo da série de reviews que oferece uma visão direta mas detalhada da experiência de uso com navegadores mobile. Tem alguma sugestão de qual pode ser a próxima análise? Deixe a sua dica lá embaixo, na caixa de comentários.

Ficha técnica

  • Opera para Android (Android)
  • Versão: 59.0.2926.53920
  • Testado no Android 9

Destaques positivos

  • Integrado com a versão de desktop
  • Visual personalizável
  • Web apps acessíveis
  • VPN embutida
  • Sistema de economia de dados
  • Bloqueador de anúncios

Destaques negativos

  • Sem função “abrir no aplicativo”

Muito além da simples navegação

Se você busca um browser só para navegar rapidamente na internet, opções como o DuckDuckGo Browser ou Kiwi Browser podem ser suficientes. Mas se você quer também muitas opções extras que vão além do simples ato de acessar páginas da web no celular, o Opera é provavelmente a melhor opção da atualidade.

Para se ter uma ideia da miríade de recursos disponíveis neste navegador, ele conta com uma VPN embutida para garantir a navegação segura e dificultar o rastreamento do seu dispositivo pelo navegador mesmo sem ser em uma aba privada. É possível ativar a VPN para uso por padrão, garantido que todo e qualquer acesso estará sob tal proteção.

Usar o smartphone pelo pacote de dados da rede móvel requer cuidado, afinal uma página da web sempre baixa muitas coisas em seu dispositivo. No Opera, porém, é possível não apenas ativar rapidamente uma opção para controle de consumo de dados, mas também acompanhar em tempo real quantos megabytes você economizou por estar com esse modo ativado.

Completam a lista de funcionalidades extremamente úteis pequenos detalhes que fazem toda a diferença, como modo leitura, bloqueador de anúncios e até mesmo uma carteira digital para criptomoedas — tudo isso embutido e a apenas dois ou três toques de distância da tela principal.

É uma verdadeira caixas de ferramentas pronta para fazer basicamente qualquer coisa na web em um celular ou tablet. Aliás, vale citar agora outra vantagem deste navegador: se você usa um tablet, é possível ativar um modo específico para esse tipo de portátil, o que ativa a navegação em abas tal qual no navegador para desktop.

Mesmo que você não use um tablet propriamente dito, essa versão pode ser bem-vinda para celulares com tela grande. É um jeito legal de ver e acessar o conteúdo aberto no navegador sem precisar de um menu específico onde as abas ficam escondidas.

Diferentes opções visuais

O tema escuro já é quase batido por aqui, mas claro que vale citá-lo como um ponto positivo. O Opera, porém, deixa você escolher qual a cor dos detalhes exibidos na tela (são cinco opções) e traz ainda outras personalizações gráficas, como opção de mostrar sempre ou ocultar a barra inferior e até mesmo escolher qual atalho será exibido na barra de endereços.

Ali, você pode incluir acesso rápido ao modo leitura, ao tradutor, à opção de recarregar a página, de localizar um item no site visita e muito mais. Ao todo, são 11 opções à sua disposição e é possível alternar entre todas as escolhas de maneira rápida e simples nas configurações do app.

O modo noturno do Opera é um dos melhores da atualidade. Além de permitir forçar que as páginas da web também adotem um modo escuro, ele tem um controle de "temperatura" da cor da tela (imagem acima). Com isso, é possível regulá-la para diminuir ainda mais o brilho e as tonalidades de azul, o que torna a navegação mais confortável aos olhos em ambientes pouco iluminados.

Uma pena essa função não ter um controle programável para o usuário pré-definir em quais horários essa modalidade será ativada.

A tela de gerenciamento de abas (imagem abaixo) é, na minha opinião, a melhor a usar o recurso de exibir o conteúdo aberto em telas em vez de usar miniaturas. Aqui, o Opera ganha ares de sistema operacional e fica até parecido com a seção de gerenciamento de apps abertos do Android, misturando tela grande com miniatura e tornando a navegação bem intuitiva.

Controles acessíveis

Aplicativos mobile se destacam quando trazem atalhos acessíveis. Como não há muitas opções além de usar os dedos para encontrar um menu ou uma chave que altera um comportamento, é ótimo quando os programas deixam tudo o mais à mão possível — e o Opera faz exatamente isso.

Seja pelo acesso rápido ao menu de economia de dados, pelas opções acessíveis por meio de um botão de recursos no topo da tela ou mesmo pelos atalhos para navegação privada e para as abas sincronizadas/compartilhadas com outros dispositivos (tudo isso na tela de gerenciamento de abas abertas), este belo navegador não decepciona também quando o assunto a facilidade de acesso a tudo o que ele oferece.

Opera para Android é bom?

Ele é excelente. Usá-lo por alguns dias vai explicar perfeitamente por que este app é sempre elogiado e figura entre uma das melhores opções do gênero na atualidade. Muito estável, ele combina diferentes recursos para ser uma plataforma web completa, capaz de fazer quase qualquer coisa na web.

O recurso de sincronização aqui é especialmente útil porque faz o navegador conversar com sua versão para desktop ou mesmo com outras das várias versões mobile que ele possui. Essa integração pode ser irrelevante para muita gente, mas é uma verdadeira mão na roda para quem quer compartilhar itens entre dispositivos.

Apesar de não ser um navegador com foco exclusivo em privacidade, como são o DuckDuckGo Browser ou o Firefox Focus, o Opera traz ótimas ferramentas nesse sentido, facilita a exclusão de dados de navegação e ainda traz o extra de uma VPN embutida, algo que seus principais concorrentes não têm.

E ele faz tudo isso sem deixar de lado o apelo estético, pois tem uma interface bonita, organizada e personalizável. A ausência, ao menos naquilo que eu busco em um navegador, fica pela inexistência da função “abrir no app”, que permite levar páginas do YouTube ou Twitter, por exemplo, do navegador para o aplicativo.

O saldo da experiência, porém, é totalmente positivo.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.