Microsoft Edge 91 chega com promessa de abrir mais rápido e poupar memória

Microsoft Edge 91 chega com promessa de abrir mais rápido e poupar memória

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 25 de Maio de 2021 às 18h25
Divulgação/Microsoft

A Build 2021, conferência de desenvolvedores da Microsoft, trouxe o anúncio da chegada do Edge 91. O navegador virá recheado de recursos para torná-lo ainda mais rápido e eficiente em qualquer tipo de hardware, especialmente aqueles mais modestos. Essas novidades já haviam sido antecipadas pelo Canaltech em abril, mas agora devem chegar em definitivo para todos.

As duas principais introduções são as Sleeping Tabs (guias adormecidas) e o Startup Boost (impulso de inicialização), ambos projetados para deixar o browser rodando mais liso em computadores de mesa e notebooks.

Os dois novos recursos já podem ser testados no canal Beta do Edge (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

O primeiro permite a inativação de guias sem uso constante: elas continuam abertas, mas reduzem o processamento e o consumo de memória RAM da máquina, ao direcioná-los apenas para as que estão em uso. O recurso pega guias não usadas há algum tempo (2 horas por padrão, mas pode ser ajustado para mais ou menos) e impede que sejam atualizadas.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Ao clicar na aba dormente, ela rapidamente é carregada sem que o usuário perceba qualquer diferença e possa continuar a navegação de onde parou. Testes realizados pelos desenvolvedores mostraram redução de quase 300 MB no consumo de memória quando as guias adormecidas estavam ativadas.

O consumo médio de memória cai cerca de 300 MB com as abas adormecidas (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Já com o recurso de impulso de inicialização, o Edge abre com muito mais rapidez porque executa os processos em segundo plano. Segundo a Microsoft, essas tarefas são acionadas de modo automático sem consumir recursos adicionais da máquina ou dados de internet, o que vai torná-lo o navegador mais rápido para Windows 10.

Novidades no código e aprimoramentos diversos

Além dessas duas introduções, a nova versão também conta com novas cores de tema para personalizar a aparência no menu de Configurações, novas APIs de reconhecimento de voz e há uma nova opção de "Página atual" ao imprimir PDFs.

A companhia afirma ter feito mais de 5,3 mil alterações no projeto de código aberto do Chromium, no qual o Edge é baseado. O WebView 2 agora está incluindo no WinUI 3 e possui suporte a Win32 C / C ++ e WPF / WinForm — mas, se o desenvolvedor estiver criando um aplicativo UWP, ainda precisará usar o WebView.

O menu "Aparência" agora tem várias opções de tema para dar o seu toque pessoal no navegador (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

Segundo a empresa, isso também tornará o WebView2 Runtime mais disponível, por meio de instaladores dedicados e próximos lançamentos do Windows. Parece que, no futuro, a Microsoft pretende tornar esta ferramenta a padrão para desenvolvimento de aplicações baseadas no Edge.

A expectativa é que o Microsoft Edge 91 comece a ser distribuído para o usuário final ainda nesta semana, mas ele já está liberado para testes no canal Beta.

Como tem sido a sua experiência com o Edge? O navegador tem superado as expectativas ou ainda está abaixo dos concorrentes? Deixe a sua opinião nos comentários.

Fonte: Microsoft Build

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.