Kit de desenvolvimento de apps da Google já pode criar programas para Windows

Por Rubens Eishima | 18 de Junho de 2020 às 13h00
Google
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

O Flutter é uma ferramenta do Google de criação de aplicativos para os sistemas de celular Android e iOS. Com o passar do tempo, adicionou suporte para geração de apps na web e macOS. Agora, a equipe responsável pelo sistema anunciou o suporte para exportação de programas para Windows e Linux.

A criação de apps para ambos ainda é experimental, mas já permite gerar programas de fato. Assim como nas demais plataformas, os executáveis criados funcionam de maneira independente, dispensando o uso de complementos ou dos chamados runtimes.

Para oferecer as novas opções de geração de apps, o Flutter foi modificado para se adaptar às características dos computadores, como janelas redimensionáveis, compatibilidade com teclado e mouse, além da menor densidade de pontos na tela.

Apps gerados pelo Flutter podem usar recursos nativos do Windows ou Linux (imagem: Google)

De acordo com a equipe do Google, os programas criados no Flutter têm acesso a praticamente todos os recursos de um app nativo de Windows ou Linux. A equipe da ferramenta está testando diferentes abordagens para a exportação dos executáveis, incluindo uma que gera aplicativos no formato UWP, compatível com o Xbox One.

O gerente de produto do Flutter chegou a convidar a Microsoft para colaborar no desenvolvimento da ferramenta, destacando que isso poderia ajudar a criar “belas experiências nativas” para os dispositivos da família Surface – que no final do ano deve oferecer aparelhos com Windows e Android.

A opção de gerar programas para Windows e Linux já está disponível, em caráter experimental, na versão “master” do Flutter. A geração de apps para macOS, por sua vez, já pode ser usada na linhagem “dev” da ferramenta.

Fonte: Tim Sneath

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.