Google Meet exibe mais gente na tela em videochamada e ganha outros recursos

Por Rubens Eishima | 23 de Abril de 2020 às 08h26
Rubens Eishima/Canaltech
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

O Google Meet – também conhecido como um dos quatro Hangouts – recebeu quatro novos recursos em sua mais recente atualização. A principal novidade é a exibição de até 16 participantes simultaneamente em vez do antigo limite de quatro pessoas.

As outras novidades são a opção de compartilhar apenas uma aba do Chrome durante a transmissão, o novo modo para ajuste automático em ambientes com pouca luz e um sistema para cancelamento de ruídos em segundo plano.

Mais pessoas na câmera

Se o antigo limite de quatro participantes mostrados durante uma conferência era um problema, com direito até a uma extensão para burlar a restrição, o Google parece ter ouvido os usuários e implementou com um novo limite de 16 pessoas exibidas ao mesmo tempo.

A empresa informou que está trabalhando em novas modalidades de reuniões e layouts diferentes, mas não deu maiores detalhes sobre o que está por vir.

Aba específica, pouca luz e menos ruído

Quem já compartilhou a tela com outros participantes de uma reunião já deve ter passado pela situação de conferir se não havia nada sigiloso ou pessoal na janela. Para quem precisa dividir uma página do Chrome durante uma videoconferência, o Google Meet agora permite exibir apenas uma aba específica, com direito a áudio e vídeo.

Já para quem não tem uma iluminação à altura da reunião, o Meet passa a oferecer a opção de ajustar a imagem automaticamente – algo semelhante aos modos de fotografia noturna nos smartphones –, mas por enquanto apenas para usuários no celular.

Outro elemento que pode estragar reuniões, os ruídos externos também ganharam uma opção para filtragem inteligente no aplicativo. Segundo o Google, o recurso funciona com animais de estimação, o som do teclado e outras distrações em segundo plano. A novidade deve chegar nas próximas semanas, primeiro para quem usa o serviço no navegador e, depois, para usuários do app.

Fonte: Google

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.