Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Copilot Pro vai perder recurso de criar GPTs personalizados em julho

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 11 de Junho de 2024 às 10h21

Link copiado!

Reprodução/Microsoft
Reprodução/Microsoft

A Microsoft anunciou que vai retirar a função GPT Builder (também conhecido como Copilot GPTs) do plano de assinatura Copilot Pro a partir do dia 10 de julho. O recurso permite a criação de ferramentas personalizadas de inteligência artificial generativa a partir de uma interface de conversação. Por enquanto, a empresa não apresentou planos de oferecer algo no lugar da opção que vai remover.

Menor valor agregado ao Copilot Pro

A informação veio diretamente da Microsoft ao enviar um e-mail para os assinantes do serviço Copilot Pro. “Removeremos o Copilot GPT Builder do Copilot Pro a partir de 10 de julho de 2024. Isso nos permitirá focar em diferentes recursos de IA que melhoram o Copilot Pro”, aponta o comunicado.

Continua após a publicidade

“Com sua assinatura, você pode continuar usando o Copilot em aplicativos Microsoft 365, gerar e editar imagens com IA com mais rapidez e desfrutar de acesso prioritário aos modelos top de linha durante horários de pico”, finaliza.

Em outras palavras, assim que o dia 10 do mês que vem chegar, os usuários não poderão mais acessar a plataforma para gerar suas próprias IAs e ainda perderão o acesso às criações que fizeram com a ferramenta até agora.

Vale lembrar que o Copilot Pro chegou em janeiro deste ano custando R$ 110 por mês e, de acordo com a empresa de Redmond, o serviço entrega funções e capacidades mais avançadas do modelo de inteligência artificial. No entanto, ao retirar a opção de criar GPTs personalizados lançada em março, o valor do plano de assinatura perde um pouco e fica menos interessante.

Copilot chegou ao Microsoft Launcher

Enquanto remove um recurso do plano pago de seu modelo de IA, a MS trouxe o Copilot para o aplicativo Microsoft Launcher nos celulares com Android. Ainda em testes, a inteligência artificial pode ser acessada diretamente pelo feed — aquela parte da tela que surge ao deslizar para o lado direito.

Porém, a atualização só chegou para a versão Beta do app e não há previsão de sua chegada para o público.