Publicidade

Como usar o navegador Tor Browser | 8 dicas

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 09 de Dezembro de 2023 às 15h00

Link copiado!

Rubaitul Azad/Unsplash
Rubaitul Azad/Unsplash

Você pode usar o navegador Tor Browser para ter uma experiência na web com mais privacidade, segurança e anonimato. O aplicativo utiliza a rede Tor (The Onion Routing), que direciona o tráfego da internet através de uma série de servidores voluntários para ocultar a sua identidade e a origem das suas atividades online.

O navegador foi baseado no Mozilla Firefox, com adaptação para uso com a rede Tor, e está atualmente disponível para Windows, macOS, Linux e Android.

História do Tor Browser

Continua após a publicidade

O Tor Browser foi desenvolvido pelo Projeto Tor — uma organização sem fins lucrativos fundada em 2006 — com o objetivo de ampliar o acesso à rede Tor para o grande público.

Esse projeto nasceu de uma iniciativa da Marinha dos Estados Unidos, ainda nos anos 1990, em criar uma rede segura para proteger as comunicações do governo.

A Tor, que significa "The Onion Routing" (O Roteamento Cebola, em tradução direta), foi projetada para oferecer várias camadas — como uma cebola — de criptografia para esconder a identidade e proteger a privacidade ao navegar pela web.

Continua após a publicidade

A rede Tor foi apresentada em outubro de 2002, com licença gratuita, código aberto e sob o controle de entidades com interesses diversos a fim de garantir a transparência e maximizar a descentralização da ferramenta.

Em 2006, o projeto se transformou em uma organização sem fins lucrativos com o objetivo de manter o desenvolvimento da rede. Para que mais pessoas pudessem acessar à Tor, e não apenas aquelas com conhecimento técnico, deu-se início a criação do navegador em 2008.

O Tor Browser nasceu uma derivação do Mozilla Firefox, adaptada para o protocolo Tor e com o máximo de privacidade e anonimato. Em 2019, o navegador foi reescrito em linguagem Rust para oferecer mais segurança ao público.

Entre os eventos históricos em que o browser teve um papel fundamental, a organização cita a Primavera Árabe iniciada no final de 2010. O navegador "não só protegeu a identidade das pessoas online, mas também deu acesso a materiais críticos, redes sociais e sites que estavam bloqueados", informa a página institucional do projeto.

Continua após a publicidade

8 dicas para usar o Tor Browser

Como uma ferramenta com foco na privacidade de navegação, o Tor Browser tem algumas características e dicas de uso:

1. Navegue com privacidade e anonimato

O Tor Browser é projetado para manter a privacidade ao navegar na web e proteger contra ameaças como anúncios maliciosos e ataques baseados em scripts. Por padrão, ele bloqueia rastreadores, impede a coleta de dados de navegação e permite acessar sites de forma anônima.

Continua após a publicidade

2. Configure a segurança de alto nível

Para manter a máxima proteção ao utilizar o navegador, você pode configurar o “Nível de Segurança” do aplicativo nas opções “Mais seguro” ou “Mais seguro ainda” — mas algumas funções dos sites podem ficar indisponíveis.

3. Tenha acesso a conteúdos restritos

O Tor Browser permite acessar conteúdos que podem estar restritos em determinadas regiões do mundo e servir como um recurso para contornar a censura online ou entrar na deep web. Apesar disso, o app não torna a conexão com a internet à prova de tudo e é importante evitar o compartilhamento de dados sensíveis.

Continua após a publicidade

4. Evite fazer login em contas pessoais

Se o seu objetivo ao usar o Tor Browser é garantir o mais alto nível de anonimato ao navegar na web, é recomendado evitar o login em suas contas pessoais para que a atividade online não seja vinculada à sua identidade.

5. Evite downloads desnecessários

Continua após a publicidade

O Tor Browser pode ser configurado para evitar downloads automáticos como mais um recurso para proteger contra possíveis ameaças — e como todo navegador, é importante baixar arquivos apenas de fontes confiáveis.

6. Use a busca segura

O aplicativo apresenta como mecanismo de busca padrão o DuckDuckGo, que oferece mais privacidade ao pesquisar na web. É possível alterar para o Google, mas a recomendação é priorizar a solução mais privativa para aumentar a sua proteção.

7. Tor Browser com VPN

Continua após a publicidade

É possível usar uma VPN em conjunto com o Tor Browser para aumentar a segurança e o anonimato na web, mas é preciso configurar a VPN corretamente para não ter o efeito oposto e comprometer a sua identidade.

8. Mantenha o app atualizado

Assim como outros navegadores, é necessário manter o aplicativo sempre atualizado para obter as correções mais recentes de segurança e melhorias de desempenho.

O Tor Browser está disponível para Windows, macOS, Linux e Android. O download pode ser realizado pelo site oficial torproject.org/download ou pela Play Store (Android).