Bug que trava WhatsApp e é conhecido há pelo menos três anos segue sem solução

Por Felipe Junqueira | 07 de Setembro de 2020 às 14h10
Alfredo Rivera/Pixabay
Tudo sobre

WhatsApp

Saiba tudo sobre WhatsApp

Ver mais

Há pelo menos três anos, um problema causa travamento sem solução no WhatsApp. Chamado pelo WABetaInfo de “Scary messages” (“mensagens assustadoras”, em tradução literal), esse bug também é conhecido como TravaZap, Travar, Binario, Contact bomb, ou apenas Crashers.

Trata-se de uma mensagem longa, com vários caracteres estranhos e que não faz sentido. Segundo a publicação, o mensageiro pode ter dificuldade em interpretar o código e até falhar em renderizar a mensagem, causando travamento constante do aplicativo. Quando o usuário reabre o WhatsApp, ele volta a fechar, em um crash infinito.

Esse tipo de mensagem parece ser bastante comum entre brasileiros, principalmente, conforme um relato no Reddit. O WABetaInfo afirma que tenta chamar atenção dos desenvolvedores para resolverem o problema constantemente, mas não obteve resposta sobre a busca de uma solução até agora.

Ainda de acordo com a publicação, existem grupos que criam essas mensagens exclusivamente para travar dispositivos Android ou iOS. E, além das mensagens, há também pacotes de contatos com o mesmo princípio, com até 100 supostos números de telefones cujos nomes levam os caracteres que podem causar pane no app.

Como se proteger

Não há uma solução oficial para o problema. O WABetaInfo recomenda salvar o histórico do WhatsApp ao menos uma vez por semana, pois, caso você receba uma dessas mensagens, pode ter que reinstalar o app, perdendo todas as suas conversas.

No caso de você ter o WhatsApp Web habilitado, pode usá-lo para apagar a mensagem problemática e voltar a acessar o app normalmente em seu celular. Mas, caso a versão para PC não consiga estabelecer conexão com o telefone, vai ter que reinstalar o aplicativo.

Uma maneira de evitar esse tipo de mensagem é impedir que qualquer pessoa lhe adicione a grupos no mensageiro.

Fonte: WABetaInfo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.