Avaliação do TikTok desaba na Play Store após polêmica

Por Rubens Eishima | 27 de Maio de 2020 às 13h05
Google/reprodução
Tudo sobre

TikTok

Saiba tudo sobre TikTok

Ver mais

O TikTok recebeu uma avalanche de avaliações negativas na Play Store, derrubando a média do app na loja do Google. O motivo foi uma forte campanha contra a rede social realizada por usuários indianos após revelações de vídeos com conteúdos impróprios sendo compartilhado na rede. A queda na avaliação média do app – que foi de quatro estrelas no começo de maio para praticamente uma no dia 20 – motivou uma remoção em massa de avaliações pelo Google.

O movimento de boicote ao app recebeu hashtags como “BanTikTok”, “BlockTikTok” e “DeleteTikTok” no Twitter. Junto com elas, usuários revelaram vídeos publicados na plataforma com cenas de crueldade animal, violência doméstica, machismo e racismo, que em tese violariam as diretrizes de comunidade do TikTok (por esse motivo não incluímos links para as tags).

Em resposta ao site TechCrunch, um porta-voz do Google declarou que a empresa removeu milhões de avaliações negativas do aplicativo, o que resultou no aumento da avaliação média do TikTok para cerca de 2,7 estrelas na data de publicação do texto, de acordo com dados do site AppBrain.

Avaliação do TikTok foi de mais de 4 estrelas no começo de maio para 1 no dia 20 (imagem: AppBrain/reprodução)

Entenda o caso

A atual campanha contra a rede social na Índia começou aparentemente após um vídeo do influenciador digital Faizal Siddiqui simulando ataques com ácido – tipo de crime geralmente praticado por homens contra mulheres no país. Apesar da divulgação de um pedido de desculpas, o influenciador teve sua conta apagada do TikTok.

Até mesmo uma parlamentar e ex-ministra do país se pronunciou sobre o TikTok, acusando a rede social de não remover vídeos com crueldade animal ou auxiliar as autoridades em investigações. A partir disso, a rede social passou a ter sua suposta demora no combate a esse tipo de material exposta na internet.

Procurada pelo Canaltech, a assessoria do TikTok no Brasil enviou o seguinte comunicado ao ser consultado sobre a moderação de conteúdo no país, índice de vídeos removidos ou a colaboração com autoridades brasileiras para investigar supostos crimes:

O TikTok é uma plataforma para experiências seguras, criativas e positivas. Promover um ambiente de aplicativo seguro e positivo é nossa principal prioridade e estamos comprometidos em desenvolver políticas e ferramentas líderes do setor que também tornam o TikTok a plataforma mais segura para os usuários. Nossa abordagem à segurança do usuário abrange políticas, práticas, produtos, pessoas e parceiros.

Nossas equipes de segurança global são compostas por profissionais experientes do setor, cujos conhecimentos abrangem produtos, políticas, conformidade, segurança infantil, leis, privacidade e ONGs. Nossos líderes em Confiança e Segurança colaboram estreitamente com reguladores regionais, formuladores de políticas, governo e órgãos policiais em nossa busca para promover o mais alto padrão possível de segurança do usuário.

Se tomarmos conhecimento de qualquer conteúdo que viole nossos Termos de Serviço e Diretrizes da comunidade, tomaremos medidas imediatas para remover conteúdo, encerrar contas e relatar casos à polícia, conforme apropriado.

Você pode ler mais sobre nossas diretrizes — que refletem nossa filosofia de direção para fornecer uma plataforma para a autoexpressão criativa, mantendo-se segura, diversa e autêntica - aqui: https://www.tiktok.com/ community-guidelines?lang=pt_ BR E https://newsroom.tiktok.com/ en-us/adding-clarity-to-our- community-guidelines

Fonte: TechCrunchAppBrain

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.