App de namoro para universitários bomba e já tem 8 mil pessoas na fila de espera

App de namoro para universitários bomba e já tem 8 mil pessoas na fila de espera

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 06 de Agosto de 2021 às 10h19
Reprodução/Umatch

O período universitário é um dos mais agitados da vida das pessoas: estudos, estágio, festas e muita paquera. Não é à toa que os jovens são os que mais procuram sites e aplicativos de relacionamento para agendar dates e encontrar crushes. O aplicativo Umatch se propõe a focar exatamente nesse público tão ativo.

O programa é exclusivo para universitários, por isso exige convite para entrar e comprovação de vínculo com instituições de ensino. Por enquanto, ele está restrito a São Paulo e apenas frequentadores do ensino superior do estado conseguem entrar na rede.

Só entra no app quem tiver convite (Imagem: Reprodução/Umatch)

Segundo a companhia, essa restrição oferece mais segurança, principalmente para as mulheres, que se sentem mais confiantes para usar o app. O público feminino compõe por 43,76% dos integrantes, uma média bem alta se comparado a outros do mesmo segmento (33%), segundo dados da Statista.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Uma explosão de usuários

Inicialmente, o Umatch foi liberado apenas em links de grupos da Universidade de São Paulo (USP) de aplicativos de chat. Só nesta universidade, foram mais de 9 mil pré-inscrições para experimentar o app, que hoje conta com mais de 40 mil espalhados em 360 faculdades.

Quem é de fora do estado precisa entrar numa fila de espera com mais de 8 mil pessoas e aguardar. Faculdades paulistas ainda não cadastradas podem contatar a Umatch e liberar convites para seus alunos por meio de grupos universitários. 

A interface não difere muito dos apps de paquera (Imagem: Reprodução/Umatch)

Por ser uma rede tão específica, os recursos também são diferentes de apps mais tradicionais de relacionamento. Os filtros de pesquisa, por exemplo, permitem selecionar apenas pessoas de determinada universidade ou curso. Eles criaram, ainda, um sistema de gamificação no qual o usuário ganha moedas que podem ser trocadas por benefícios na plataforma, como ver quem curtiu seu perfil.

A iniciativa surgiu, obviamente, de dois jovens universitários: Bruno Adami, de 23 anos, e Cayo Syllos, de 25, tiveram a ideia de construir um sistema exclusivo para aproximar um público que vive a mesma fase da vida. Ali eles podem encontrar pessoas para compartilhar angústias, sonhos e frustrações, afinal nem tudo são flores no cotidiano universitário. 

Os desenvolvedores esperam expandir o app para outras localidades nos próximos meses, mas ainda não há uma data ou estados definidos. O Umatch está disponível para download gratuito na Play Store (Android) e na App Store (iOS).

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.