WWDC 2019 | O que esperar do evento da Apple?

Por Luciana Zaramela | 31 de Maio de 2019 às 18h20
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Dia 3 de junho, próxima segunda-feira, tem evento marcado da Apple para desenvolvedores em San José, na Califórnia. A Worldwide Developers Conference (WWDC) 2019, como de praxe, vem fazendo a imprensa especializada aquecer os motores nas últimas semanas, já que novos recursos e ferramentas são esperados na conferência — principalmente para turbinar os sistemas operacionais que rodam nos dispositivos da Maçã.

Como é um evento voltado a desenvolvedores, o foco é em software, e não em novos produtos. No entanto, é um dos momentos mais estratégicos que a Apple tem para medir a reação de parceiros comerciais e consumidores, já que mostrará ao mundo seus novos recursos e ferramentas de desenvolvimento para manter-se firme na indústria e mostrar serviço.

Para este ano, as grandes apostas giram em torno das atualizações e novidades do iOS, do macOS, do tvOS e do watchOS — os sistemas operacionais de iPads e iPhones, computadores, Apple TVs e Apple Watches, respectivamente. Isso significa que novos aplicativos e recursos de interface estão chegando para melhorar a experiência do usuário final com seus iGadgets.

Confira abaixo o que esperar em cada plataforma da Apple, de acordo com os rumores mais quentes:

iOS 13: AR, 5G e muita novidade

Foco principal do evento, o iOS — sistema operacional que move iPhones e iPads — pode vir recheado de melhorias e atualizações, a começar por novidades em realidade aumentada e pavimentação do terreno para disputar com gigantes mundiais no 5G. O Projeto Marzipan, que facilita a migração de aplicativos móveis para a plataforma desktop da Apple, também deve ganhar os holofotes no evento. Vejamos o que tem para a próxima semana nesse sentido.

A maior parte das novidades está prevista para iPhones e iPads com o iOS 13

5G e Realidade aumentada

De acordo com as apostas da Bloomberg, 5G e realidade aumentada podem ditar a tônica do que deve trazer o "Yukon" (codinome do próximo sistema para iPhones e iPads), em linha com o que a indústria vem preparando no momento. Aliás, no que tange a realidade aumentada, é esperado um grande pacote de melhorias para este ano, como a possibilidade da câmera do iPhone detectar poses de pessoas nas fotos.

Como o novo padrão de conectividade está "bombando" na indústria e causando uma reviravolta tecnológica com a corrida de dispositivos compatíveis, é provável que a Apple dê um foco especial ao 5G em seu evento.

Depois de toda a confusão entre Apple e Qualcomm nos tribunais, rumores apontam para a chegada de um iPhone 5G no ano que vem. Pelo menos é o que acredita o famoso analista Ming-Chi Kuo: "O fim da disputa de patentes entre Qualcomm e Apple e a entrada em um acordo de licenciamento de seis anos implica diretamente em novos modelos de iPhones com suporte ao 5G". Se a ordem das coisas for mantida como preveem os analistas, é possível que já ouçamos planos da empresa perante os desenvolvedores nesse sentido já no evento da semana que vem, preparando o terreno no software para receber os novos dispositivos.

Games

E os gamers também podem aguardar boas novas, aqui. O iOS 13 deve chegar com suporte a touchpads e headsets de realidade aumentada, além de melhorias sobre o Taptic Engine, graças à chegada de um novo framework. A novidade também pode abrir caminho para novas funções em outros aplicativos.

Apps

E por falar em apps, é aguardada uma inclusão de visualização de links dentro das interfaces, algo parecido ao que já acontece atualmente nas conversas do iMessage. Aliás, o iMessage deverá ganhar um upgrade permitindo que usuários definam avatar e nome público, bem como quem poderá ver isso. Há também um novo menu dedicado que permitirá enviar versões em estilo sticker de Animojis e Memojis.

O Apple Health pode ganhar uma nova tela inicial que dá mais destaque às atividades do dia, além de uma seção para evitar que pessoas escutem música alta por muito tempo e um calendário de controle menstrual mais preciso para mulheres. E o Home poderá ser integrado com câmeras de segurança, permitindo até mesmo visualizar gravações passadas delas.

Já o app Lembretes, aliás, que é alvo de críticas de muitos usuários, deve ganhar uma repaginada no novo iOS. A tela inicial deverá ganhar uma grade colorida dividida em tarefas do dia, todas as tarefas, tarefas agendadas e tarefas marcadas. O controle parental também será aperfeiçoado pelo Screen Time, onde pais poderão estipular para quem seus filhos podem ligar em certas horas do dia. O Apple Books também ganhará uma atualização, estimulando pessoas a ler mais por meio de uma barra de progresso e um novo sistema de recompensas.

Os apps no iOS 13 deverão receber "uma pá" de novidades

A Apple também está trabalhando em um novo Modo Dormir integrado à aba “Hora de Dormir” do app Relógio. O novo recurso será mais avançado que o atual e se integrará a futuros dispositivos da Apple com monitoramento de sono, como uma nova geração do Apple Watch. Quando ativado na Central de Controle, o recurso liga automaticamente o Não Perturbe, escurece a tela inicial e silencia todas as notificações.

Quem curte usar o Maps, pode ficar feliz ao ter acesso facilitado a localizações frequentes. Outra novidade permitirá que usuários criem grupos de locais, adicionando uma foto que os represente.

Novidades também no Mail, que deverá atualizado com a habilidade de silenciar conversas específicas, bloquear emails de certos remetentes e terá um gerenciamento mais simples de pastas.

Ao que tudo indica, os apps Buscar Meu iPhone e Buscar Meus Amigos serão unificados. O app Files deverá se integrar com mais softwares de outras empresas, e, finalmente, o Safari deverá ganhar o aguardado gerenciador de downloads, assim como já existe no macOS.

iPad como segunda tela

Uma função bastante esperada, aliás, deve chegar aos iPads: usá-los como um segundo monitor de Macs, inclusive com suporte ao Apple Pencil. O pessoal do MacRumors, inlcusive, experimentou o "recurso" e fez um mockup interessante do que pode chegar em breve:

Imagina a bênção de ter no iPad um segundo monitor para seu Mac? (Mockup: MacRumors)

Comunicações

Com a capacidade de leitura de tag ISO7816, FeliCa ou MiFare, o NFC também terá melhorias. Atualmente, é feita a leitura de aplicativos de terceiros somente de tags formatadas como NDEF.

No campo da acessibilidade, a Apple também está trabalhando em melhor suporte a aparelhos auditivos.

Já o 5G segue na expectativa, conforme já comentamos na seção de novidades para o iOS.

Interface

Outra novidade muito aguardada e que provavelmente vai chegar na nova versão do sistema móvel da Maçã é o modo escuro otimizado para uso noturno, facilmente habilitado na Central de Controle do iOS.

A interface de compartilhamento do iOS 13 também será melhorada, facilitando enviar fotos e links para pessoas com quem você se comunica com mais frequência.

Já o teclado também deve ganhar uma funcionalidade bem parecida com a do queridinho SwiftKey, onde é possível deslizar o dedo sobre as teclas para formar palavras.

O iPad, de novo, entra em foco e terá uma atenção especial no iOS 13, incluindo uma interface de multitarefa aprimorada, melhorias na tela inicial e a possibilidade de abrir múltiplas versões de um mesmo app.

Tudo isso, claro, vem junto de um pacote de melhorias de performance e correções de bugs, além de alterações sutis na interface, incluindo uma nova animação para a tela de multitarefa e para o fechamento de apps e widgets em estilo mais "clean" na tela inicial.

macOS 10.15: Marzipan como centro das atenções

Os usuários de MacBooks, iMacs e Macs Pro verão que a maior mudança no sistema operacional dos computadores da Apple será relacionada ao chamado Projeto Marzipan — que dará aos desenvolvedores a possibilidade de portarem facilmente seus apps de iPads para que rodem também em computadores.

macOS também receberá novidades

Ao que tudo indica, somente no ano que vem, a Apple expandirá essa possibilidade também para apps de iPhones rodarem em Macs. Aí, posteriormente, ela pretende mesclar esses apps universais em um sistema de arquivos único e, quem sabe, chegará o dia em que todas as App Stores serão unificadas.

Pelo menos dois novos aplicativos deverão chegar ao sistema este ano: o Podcasts e o resultado da unificação entre os apps Buscar Meu iPhone e Buscar Meus Amigos (já previstos para iOS).

O iTunes como nós conhecemos deverá se aposentar para dar lugar ao novo Música, nativo da plataforma. Onde reunia, em um só lugar, todas as possibilidades de sincronização de vídeo, músicas e download pago de séries e filmes, a Apple agora deverá fragmentar tais ofertas em aplicações específicas.

Outras novidades devem chegar em forma de recursos, como Tempo de Uso, stickers em mensagens e atalhos para a Siri.

Aplicativos de 32 bits vão parar de funcionar a partir do macOS 10.15, então é possível que alguns de seus apps antigos percam compatibilidade quando você fizer o upgrade.

Novo Mac Pro?

Embora a WWDC seja voltada a software, há uma leva quente de rumores apontando para a apresentação de um Mac Pro remodelado no evento. Caso ele realmente dê as caras este ano, é possível que venha com os tradicionais componentes de topo de linha e design modular, que facilita o upgrade.

WatchOS 6: a hora da independência

Os Apple Watches estão com muitas novidades em vista, e as expectativas com a WWDC 2019 apontam para a App Store própria dos relógios inteligentes da Maçã, o que tornaria os wearables mais independentes dos iPhones.

É chegada a hora da independência do iPhone! Será que agora vai?

Novos mostradores (watchfaces) também devem estar a caminho, incluindo um estilo “Gradiente”, ao menos dois do tipo “X-Large”, um chamado “Califórnia” que mescla números romanos e arábicos, uma que se parece com um relógio solar e uma de infográfico que traz complicações maiores como mercado de ações ou previsão do tempo.

Com isso, também espera-se que novos Animojis e Memojis cheguem para o Apple Watch, bem como novos apps, como o Voice Memos (de gravação rápida de voz diretamente pelo punho), um novo aplicativo nativo de calculadora, e o Apple Books — que dá acesso mais rápido a audiolivros. No Health, a expectativa gira em torno de novos recursos de gerenciamento de ciclo menstrual e medicamentos.

tvOS

Não há grandes expectativas para o aplicativo de TV da Apple fora os updates e melhorias de costume. Afinal, grandes novidades sobre a plataforma de televisão da Apple (e seu aplicativo voltado ao entretenimento nas telas) já chegaram no início do ano, com as novidades em streaming anunciadas em março, com o Apple TV+, trazendo filmes, séries e produções próprias com histórias inspiradoras, tudo sob o preço de uma módica assinatura mensal.

Extras

Além dos anúncios para os sistemas operacionais da Apple, é capaz que o HomePod (assistente pessoal da companhia) ganhe um novo modo multi-usuário, respondendo de acordo com vozes de pessoas diferentes.

Para os desenvolvedores, a chegada de uma nova versão do CoreML permitirá a atualização de seus modelos de aprendizado de máquina no dispositivo Apple, facilitando alterar o comportamento de cada app conforme os modelos de Machine Learning aprendem com as ações do usuário. Uma nova API deverá permitir análises de som com o aprendizado de máquina. E o framework Vision deve contar com um classificador de imagens integrado, sem que haja a necessidade da incorporação de um modelo de aprendizado de máquina.

O recurso de digitalização de documentos, que está disponível em algumas partes do iOS, logo chegará para desenvolvedores de terceiros com uma nova estrutura pública. Graças a uma nova API, os aplicativos poderão capturar fotos de dispositivos externos, como câmeras e cartões SD, sem precisar usar o aplicativo nativo Fotos.

E no Mac, aplicativos poderão oferecer extensões de provedores de arquivo, melhorando a integração com o Finder. Com uma nova API, os desenvolvedores poderão usá-la para escrever drivers de dispositivos.

A Worldwide Developers Conference 2019 acontecerá de 3 a 7 de junho e terá cobertura completa do Canaltech. Fique ligado no nosso Live Blog, que começará pontualmente às 14h da próxima segunda-feira (3).

Fonte: Bloomberg; MacRumors; TechCrunch; Time; MacWorld

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.