Oracle trabalha para tornar suas máquinas virtuais compatíveis com o Windows 11

Oracle trabalha para tornar suas máquinas virtuais compatíveis com o Windows 11

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 20 de Setembro de 2021 às 15h58
Reprodução/How-to Geek

Após conflitos entre a nova atualização do Windows 11 e as máquinas virtuais do software VirtualBox VM, a Oracle confirmou que fará ajustes para se adequar aos requisitos do sistema operacional. Em entrevista ao TechRadar, um porta-voz da empresa afirmou que os desenvolvedores já trabalham em um recurso de emulação do TPM 2.0, o que permitirá a execução normal do sistema da Microsoft.

Não foi estipulada uma data para lançamento da nova versão, mas a ideia é que ela seja disponibilizada antes ou junto do desembarque oficial do Windows 11, marcado para 5 de outubro. A Oracle também disse desenvolver um novo driver para funcionar como uma espécie de solução alternativa, com objetivo de garantir a compatibilidade com o TPM sem que o computador físico atenda ao requisito necessariamente.

Máquinas virtuais foram impedidas de atualizar para a versão recente do Windows 11 (Imagem: XatakaWindows/Twitter)

Na semana passada, a Microsoft liberou uma atualização para o Windows 11 que causou transtornos para quem roda o sistema em máquinas virtuais. As pessoas que tinham o programa instalado teriam que ficar limitadas à versão atual, já que a companhia teria endurecido os requisitos para rodar o novo sistema, o que colocaria obviamente os usuários em risco.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

No Twitter, várias manifestações de usuários no post oficial do perfil Windows Insider revelaram problemas de compatibilidade com o VMWare, da Oracle, embora outras fabricantes também tenham enfrentado dificuldades. Relatos como falhas na atualização, conflitos com componentes de áudio e outros bugs foram relatados no fio.

Cerco fechado para o TPM

Recentemente, a Microsoft já havia dito que o Windows 11 só será compatível com máquinas, inclusive virtuais, que apresentem suporte ao TPM 2.0 e Secure Boot, como forma de garantir a integridade dos dispositivos. Isso vai de encontro às previsões de que a companhia liberaria esses requisitos em troca de uma base de usuários maior.

A Microsoft já tinha avisado que suspenderia atualizações se os requisitos não fossem atendidos (Imagem: Reprodução/Microsoft)

Atualmente, apenas alguns serviços de VM atendem aos requisitos necessários para executar a versão mais recente. A Microsoft confirmou que a compilação fez um ajuste para alinhar a aplicação dos requisitos de sistema do Windows 11 em máquinas virtuais (VMs) para serem iguais aos de PCs físicos. No Hyper-V, as VMs precisam ser criadas como uma VM de geração 2. "A execução do Windows 11 em VMs em outros produtos de virtualização de fornecedores como VMware e Oracle continuará a funcionar, desde que os requisitos de hardware sejam atendidos", explicou a companhia em comunicado oficial.

Resta saber se a solução da Oracle será viável e aceita pela Microsoft ou se seria um mero paliativo para driblar a segurança momentânea, algo que os usuários certamente não ficariam satisfeitos.

Fonte: TechRadar, VirtualBox, Windows Insider Blog  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.