Ferramenta permite instalar Windows 11 em máquina sem TPM 2.0 ou CPU compatível

Ferramenta permite instalar Windows 11 em máquina sem TPM 2.0 ou CPU compatível

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 29 de Setembro de 2021 às 10h49
Reprodução/Microsoft

Embora ofereça a migração gratuita para o Windows 11 de quem vem do Windows 10, a Microsoft filtrou significativamente a fila de espera com os exigentes pré-requisitos, capazes até de impedir a instalação do SO em muitas máquinas. Contudo, desenvolvedores criaram uma solução que promete driblar as restrições e permitir a instalação do novo sistema — mesmo que isso não seja o mais indicado, e o Canaltech explica o porquê mais adiante.

A ferramenta em questão é a Universal MediaCreationTool Wrapper, criada pelo dev identificado como AveYo e que originalmente tem como finalidade a criação de arquivos de imagem (ISO) de qualquer versão do Windows 10. Recentemente, o Win 11 foi adicionado ao bolo de opções disponíveis ali.

Junto da recente adição, mais complementos foram incluídos: o script “Skip_TPM_Check_on_Dynamic_Update.cmd” foi um deles e, como o nome em inglês sugere, ele é um método para pular a verificação de ativação do chip TPM 2.0 no computador.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O que o código faz é criar e ativar o registro “AllowUpgradesWithUnsupportedTPMorCPU” na chave HKEY_LOCAL_MACHINE. Depois disso, ela marca um novo evento no Windows Management Instrumentation (WMI) batizado como “Skip TPM Check on Dynamic Update”, cujo objetivo é apagar o arquivo “appraiserres.dll” — que, desde as primeiras versões do Win 11, foi identificado como um dos responsáveis pela verificação de compatibilidade.

Cuidado

Finalizado o processo, a instalação deve prosseguir normalmente, assim como se o computador atendesse totalmente as exigências da MS. Porém, vale o aviso de que o método não é oficial pode deixar as máquinas vulneráveis, visto que a Microsoft já sugeriu que não oferecerá nenhuma atualização a PCs não compatíveis, nem mesmo de correções de segurança. Além disso, a sua utilização não é recomendada para leigos no assunto.

A Microsoft não deve tirar a ferramenta do ar, considerando que ela não pretende impedir a instalação do Win 11 em PCs antigos, mas a condição para essas máquinas é ficarem expostas a ameaças e, principalmente neste primeiro momento, aos bugs. Sendo assim, é bom avaliar os prós e contras antes de partir para a gambiarra e, caso resolva instalar, faça por sua conta e risco.

Qual o uso ideal da gambiarra?

O Windows 11 requer que 64 GB de armazenamento estejam livres para uso, e quem usa máquinas virtuais sabe que a exigência pode ser um problema para simples experimentações — é aí que entra o Universal MediaCreationTool Wrapper.

Além de contornar a exigência do TPM, a ferramenta consegue burlar o espaço mínimo na memória do computador, tornando a instalação possível em máquinas virtuais mais básicas. Para os usuários que querem só passear pelo sistema, conhecer seu funcionamento ou avaliar se vale ou não fazer o upgrade, a Universal MediaCreationTool Wrapper pode ser indicada, já que a ausência de atualizações de segurança não deve ser um problema.

Mesmo com essa chave-mestra, a melhor alternativa continua sendo ter um computador 100% compatível com o Windows 11 — só assim dá para garantir a experiência completa com o SO. Você pode verificar a compatibilidade do seu computador pelo app Verificação de Integridade do PC e deixar tudo pronto para a estreia do sistema no dia 5 de outubro.

Fonte: GitHub, BleepingComputer

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.