Como utilizar a licença gratuita do Windows 10 após mudar o hardware do seu PC

Por Douglas Ciriaco

Até o Windows 7, sempre que você comprava um computador com o Windows original instalado, um adesivo colado na base do equipamento trazia a sequência alfanumérica que liberava o funcionamento pleno do sistema operacional em seu computador, atestando a sua originalidade.

A partir do Windows 8, porém, isso mudou. Alegando a tentativa de aprimorar a velocidade de arranque de uma máquina, a Microsoft mudou suas práticas e as fabricantes passaram a inserir a chave de uma unidade do SO diretamente na placa-mãe. Assim, quando você instala o Windows, o sistema verifica esta informação automaticamente e tudo funciona.

No Windows 10, a coisa ficou ainda mais restrita. Como o sistema ofereceu atualização gratuita para quem usava Windows 7 ou Windows 8/8.1, a Microsoft não oferece para o usuário a informação que contém a chave de seu sistema operacional. Além disso, a companhia não toca muito no assunto, sempre se esquivando de posições oficiais sobre o tema.

Mudança na forma de ativação do Windows

A atualização para o Windows 10 gera uma nova chave, mas não há como obter essa informação se você fez o upgrade gratuito do sistema. Ou seja, a Microsoft “deu” o Windows 10 de graça, mas retirou de seus clientes a possibilidade de controlar completamente o SO.

Isso quer dizer que caso você tenha comprado um computador que originalmente veio com Windows 7 ou 8/8.1 e o atualizar para a versão 10 você acaba perdendo a possibilidade de reinstalá-lo em outra máquina.

Windows 10

Durante a atualização é criada uma identificação exclusiva para a sua máquina com base no hardware instalado no PC. Assim, o sistema se comunica com os servidores de ativação da Microsoft, que atestam a originalidade da sua versão do SO e deixam tudo funcionando corretamente.

Isso facilita a sua vida por um lado, afinal não importa quantas vezes você reinstale o Windows 10 na mesma máquina, ele sempre será verificado de forma correta. Porém, se você resolve mudar de processador ou de placa-mãe, por exemplo, vai acabar tendo problemas na hora de ativar o SO.

Lembre-se que a configuração de um computador é a chave para identificá-lo de forma exclusiva junto à Microsoft. Logo, se algo muda, os servidores da companhia deixam de reconhecer o seu PC e o Windows não é mais liberado.

Como ativar a licença gratuita após trocar de hardware

Vamos supor que você tenha alterado o hardware de sua máquina. Ao tentar ativar o Windows, é provável que você enfrente problemas e precise prosseguir a instalação pulando a ativação sempre quando ela surgir na tela. Depois, ao carregar o sistema, provavelmente vai receber mais alguns avisos do tipo, dando um prazo para que a chave correta seja inserida.

Mas agora você não tem esta informação. O que fazer? Apesar de não haver muitas informações oficiais da Microsoft quanto a isso, Gabriel Aul, vice-presidente de engenharia de software do Windows 10, usou o Twitter para instruir um usuário a resolver a questão. Em suma, se você trocou de hardware e está tendo problema para ativar o Windows, basta entrar em contato com a central de suporte da Microsoft.

Isso pode ser feito diretamente pelo Windows 10. Abra o Menu Iniciar e pesquise por “Contatar o suporte”. Abra esta aplicação e você verá a seguinte tela:

Licença do Windows 10

Agora, faça o caminho Serviços e aplicativos > Windows > Configurando e escolha a opção que mais for indicada para você. É possível conversar online com algum atendente, agendar uma chamada para outro momento ou solicitar uma ligação agora mesmo.

Licença do Windows 10

Depois, um atendente do suporte da Microsoft entra em contato contigo, você explica toda a situação e, em tese, assim deve conseguir a ativação do Windows 10. Provavelmente eles solicitarão informações sobre a conta do Windows e até mesmo sobre o hardware de sua máquina a fim de confirmar a veracidade das informações.

Licença gratuita apenas para o PC original

Isso tudo nos leva à seguinte conclusão: caso você resolva mudar de computador, não pode carregar o Windows 10 consigo. Anteriormente, até o Windows 8/8.1, era possível obter a chave da licença (mesmo que usando de alguma gambiarra para isso) e então utilizá-la em qualquer máquina com a mesma versão do SO instalada no seu PC.

No Windows 10, porém, isso não é mais possível. As licenças gratuitas da nova versão do SO da Microsoft funcionam apenas nas máquinas originais. Ao que tudo indica, porém, máquinas novas adquiridas já com o Windows 10 de fábrica não terão esse tipo de problema.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.