Após 32 anos, Microsoft pode acabar com o Paint

Por Redação | 24 de Julho de 2017 às 09h16

Na última grande atualização do Windows 10, a Microsoft liberou o Paint 3D, uma nova versão do famoso programa de desenhos da empresa que permite aos usuários criarem até mesmo objetivos em três dimensões de maneira muito prática. No entanto, a chegada dessa nova versão fará com que a companhia encerre o tradicional Paint, que foi lançado no Windows 1.0, em 1985.

A próxima atualização do Windows 10, chamada de Autumn Creators Update, poderá não contar mais com o Paint entre os aplicativos do sistema operacional. Apesar de prometer vários novos recursos com a nova versão do seu sistema, a Microsoft decidiu encerrar o editor de imagens, além do Outlook Express e o aplicativo Reader. A informação está na lista de recursos que serão removidos ou descontinuados que a Microsoft publicou em sua página.

O Paint consta entre os aplicativos e recursos que "podem ser removidos em versões futuras". Desse modo, podemos aguardar o encerramento do software já na próxima atualização ou em updates posteriores. A Microsoft não informou exatamente quando deixará de fornecer suporte ao Paint ou encerrá-lo definitivamente de seu sistema operacional. Segundo o comunicado da empresa de Redmond, a lista com a divulgação dos softwares removidos "pretende ajudar os consumidores a considerarem essas remoções e descontinuações para o seu próprio planejamento".

A versão mais recente do Paint para Windows 7 foi muito melhorada ao longo das últimas atualizações. No entanto, o serviço ainda é considerado fraco, com poucos recursos e funcionalidades em comparação com outras alternativas gratuitas. Muitos, inclusive, utilizam dos mesmos métodos de edição do programa da Microsoft, mas não necessitam de instalação, funcionando até mesmo no navegador.

O Paint foi lançado originalmente como Paintbrush e é um dos programas mais antigos da Microsoft, acompanhando o Windows em todas as suas versões. Porém, o encerramento do software muito provavelmente deverá acontecer em breve. A atualização Autumn Creators Update, que pode extinguir o programa, ainda não tem data para lançamento.

Fonte: The Guardian

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!