8 grandes novidades do Microsoft Edge no Windows 10 Creators Update

Por Redação | 10 de Abril de 2017 às 18h39

O Windows 10 Creators Update já está disponível e quem aplicar a atualização em seu sistema operacional vai receber, também, uma nova versão do Microsoft Edge, o navegador oficial da empresa fundada por Bill Gates. Apesar de manter seu aspecto visual quase intacto, o browser ganha alguns aprimoramentos para duelar com seus principais rivais.

São diversos ajustes e novidades que tornam o aplicativo da Microsoft um tanto quanto mais robusto, algo ideal em um mercado acirrado e repleto de ótimas opções como é o de navegadores. Então, se você está esperando a atualização do Windows 10 ficar pronta, que tal aprender mais sobre o que há de novo no Edge?

1. Novo recurso para gerenciamento de abas

Com o intuito de tornar o gerenciamento de abas mais intuitivo, o Edge passa a permitir que você armazene algumas abas abertas em uma canto escondido do navegador. Isso facilita a organização quando você tem muitas delas abertas, mas nem todas são essenciais naquele instante.

Esta espécie de “repositório” de abas parece com a função panorama, do Firefox, e permite a restauração rápida das guias reservadas. Em suma, a interface do Edge vai ficar mais organizada e fácil de usar.

Outra novidade envolvendo as abas é a exibição estendida delas no menu de guias (imagem abaixo. Tal qual já oferece o navegador Vivaldi, o Edge agora permite que você tenha uma visão ampla sobre o conteúdo de cada guia sem precisar abri-la de fato — basta clicar com o botão de rolagem do mouse sobre o menu para expandi-lo.

Ficou mais fácil ver o conteúdo de cada com o menu estendido. (Foto: Reprodução/Windows Central)

2. Bloqueio do Flash por padrão

Seguindo uma tendência de outros navegadores, o novo Edge também passa a bloquear por padrão a execução de conteúdos em Flash. Os itens desenvolvidos com o software da Adobe não são exatamente conhecidos pela segurança, então, para evitar brechas e falhas, a Microsoft também impede a reprodução automática.

3. Novas opções ao baixar um arquivo

Ao fazer o download de um arquivo, o Edge passa a oferecer a opção de executar o arquivo diretamente ao final da transferência. Até então, apenas era possível salvar o item em disco para depois dar um duplo clique e executá-lo. O novo recurso torna esta ação muito mais prática na hora de baixar programas.

4. Suporte para Microsoft Wallet

O Edge vai ganhar suporte ao Microsoft Wallet, o sistema de pagamento da Microsoft que torna muito mais simples a vida de quem vai realizar uma compra pela internet. Em suma, em vez de ter que digitar tudo manualmente toda vez em que você vai completar uma transação, é possível fazer isso uma vez só e o navegador busca a sua informação no Wallet.

Isso funciona em alguns sites suportados e é um método seguro, ou seja, seus dados não ficam expostos e você tem toda a facilidade à sua disposição.

5. Web Notes aprimoradas

As tradicionais e bastante úteis Web Notes do Edge, que permitem a você criar anotações personalizadas a partir de conteúdo exibido no navegador, vão ficar ainda melhores. A ideia da novidade é deixar esta ferramenta exatamente igual ao Windows Ink. A partir de agora, os botões de acesso às Web Notes ficam à direita do navegador.

6. Leitor de e-books embutido

O Edge passa a oferecer um leitor de livros digitais embutido. Agora, quando você compra um e-book na Windows Store, conta com uma ferramenta intuitiva e acessível para visualizar o conteúdo. O leitor traz ainda recursos como histórico e listas de leitura, sistema de favoritos, ferramenta de busca e muito mais.

Leitor de e-books embutido do Edge. (Foto: Reprodução/Windows Central

E a experiência de leitura pode ser personalizada. A nova função do Edge permite ao usuário definir tamanho, estilo e espaçamento da fonte, bem como um tema para exibição. Além disso, complementam o recurso a função de notas, que facilitam na hora de grifar trechos importantes da leitura.

7. Jump list na barra de tarefas

Ao clicar com o botão direito do mouse sobre o ícone do Edge na barra de tarefas, o usuário passa a contar com mais opções na jump list. Da mesma forma como já acontece em outros navegadores, será possível abrir uma nova instância do Edge por ali — seja para navegação convencional, seja para navegação anônima.

8. Novas opções

O menu de configurações do Edge também ganhou novidades. Agora, é possível importar favoritos a partir de um arquivo e configurar sites para abrir em determinados aplicativos. Esta última função é ideal para navegação aprimorada em redes sociais, pois permite que links do Facebook ou Twitter, por exemplo, abram diretamente nos apps oficiais instalados em seu dispositivo.

Mais mudanças

Além dessas oito grandes mudanças, o Edge ganhou ainda alguns outros ajustes. Ele estará mais rápido na hora de carregar páginas e também recebeu um incremento de segurança. Além disso, os desenvolvedores de extensões agora têm acesso a 30% mais APIs do que antes.

Outra novidade inclui o suporte para renderização tridimensional por meio do WebVR — em suma, agora é possível consumir conteúdos em 3D por meio do Edge. Três novos ícones também podem ser vistos próximos à barra de endereços: Hub, Compartilhar e Web Notes.

A página destinada a desenvolvedores — about:flags — também ganhou novas funções que permitem ajustes avançados do navegador. O grande foco aqui é o suporte para novas funções experimentais do navegador.

Via Windows Central

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.