Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Por que as estradas em serras e montanhas são curvas e não retas?

Por| Editado por Jones Oliveira | 02 de Julho de 2023 às 15h00

Link copiado!

Freepik/CC
Freepik/CC

Fernão Dias, Anchieta-Imigrantes, Serra da Mantiqueira, Estrada da Graciosa… São muitas as rodovias que cortam o Brasil e se caracterizam pelas intermináveis curvas em serras e trechos de montanhas. E você sabe o motivo pelo qual esses trechos em serras e montanhas são formados por curvas e não por retas?

Há, na verdade, alguns argumentos que podem ser utilizados como respostas para essa pergunta, cada um deles impulsionado por uma vertente completamente diferente, mas todos corretos.

Vamos, então, começar a explicar porque as estradas em serras e montanhas são curvas e não retas.

Continua após a publicidade

Segurança

O primeiro motivo pelo qual as estradas sem serras e montanhas são curvas e não retas está ligado à segurança.

Apesar de a construção pura e simples de uma estrada em linha reta ser aparentemente mais fácil, isso não significa dizer que ela é a mais segura, principalmente quando se trata de rodovias em serras e montanhas.

Nesses casos, o declive acentuado da montanha ou serra poderia se tornar um risco para os motoristas no que diz respeito ao controle dos carros. A construção das estradas em curvas faz com que os carros tenham que andar mais devagar e, com isso, aumenta a segurança.

Os aclives também seriam perigosos, mas por uma razão diferente. Imaginem um caminhão carregado ou um ônibus lotado de passageiros. Como são extremamente pesados, teriam dificuldades para subir uma ladeira muito íngreme em linha reta. As curvas amenizam essa barreira.

Geografia/Ecossistema

Continua após a publicidade

O segundo motivo pelo qual as estradas em serras e montanhas são curvas, e não retas, está ligado a dois fatores que, na verdade, são interligados: Geografia e Ecossistema.

O relevo, a possível existência de rios no trajeto e as condições do solo passam por uma análise rigorosa. Além disso, é preciso ressaltar que as montanhas estão sujeitas à erosão por conta do vento e de outros fatores ambientais.

Por conta disso, ao construir uma estrada reta em montanhas ela ficará mais sujeita à erosão, algo que é reduzido com a inserção de curvas.

Continua após a publicidade

Vale ressaltar que as curvas precisam ser extremamente bem calculadas para que os carros possam contorná-las com segurança, visibilidade do que virá à frente e, principalmente, não derrapem ao respeitar a velocidade estabelecida.

Custos da obra

As estradas em montanhas e serras são curvas e não retas por mais um fator muito interessante: os custos da obra para a construção da rodovia. Esse é um ponto primordial que é levado em conta na hora da decisão.

Se a estrada for receber um fluxo constante de carros, normalmente compensa construir túneis, mesmo que em linha reta, atravessando pelo meio da montanha.

Continua após a publicidade

Agora, se ela for de uso esporádico, o uso de curvas fará com que os gastos em terraplenagem, drenagem e eventuais desapropriações sejam substancialmente menores.

E aí: entenderam por que as estradas em serras e montanhas são curvas e não retas? Conhecem mais algum motivo para justificar essa escolha? Comentem conosco em nossas redes sociais.