É possível transformar a TV comum em Smart TV?

Por Colaborador externo | 16.09.2016 às 10:50

Por Edgar Louzano*

Com avanços tecnológicos cada vez mais aprimorados, a televisão “mudou de cara” e tornou-se um aparelho dinâmico e multifuncional. Essas mudanças também alteraram o perfil do telespectador, que não se contenta mais em utilizá-la só para assistir à grade de programação das emissoras e necessita de um dispositivo inteligente, ou seja, conectado à internet.

Para quem tem em casa uma TV de Plasma, LCD ou LED comum, há alguns métodos para transformá-la em Smart TV. Isso garante conforto, praticidade e diversos recursos, como navegar na internet, ver vídeos do Youtube, assistir serviços de streaming, como a Netflix, exibir fotos e vídeos do celular, jogar games no smartphone utilizando a televisão como tela, entre outros.

Um dos métodos mais simples e que exige poucos recursos é utilizar o notebook. Basta ter um computador portátil e uma TV com entradas HDMI e um cabo HDMI para conectá-los e transmitir imagem e áudio em alta definição no aparelho televisor. Vale ressaltar que isto não o transforma em smart, mas possibilita funcionalidades avançadas disponíveis em uma Smart TV.

Outra forma viável é o videogame. Os consoles mais modernos permitem tornar a TV uma verdadeira central multimídia. Modelos como Xbox One e Playstation 4 contam com uma infinidade de recursos que levam o usuário a ir além dos jogos, como navegar na internet, acessar as redes sociais, baixar aplicativos, assistir filmes online e até mesmo controlar os demais itens ligados à eles.

Existem ainda alguns dispositivos próprios, como a Apple TV e o Chromecast. O primeiro, que custa em média R$ 700,00, tem um hardware poderoso para converter o televisor em um aparelho ultramoderno e vem com controle remoto para manusear tudo sem a necessidade de um smartphone. Já o Chromecast é uma opção que apresenta melhor custo benefício, com valor em torno de R$ 180,00. A última versão permite a conexão entre smartphone, computador, tablet e TV. Basta conectar o dispositivo na entrada HDMI da TV, ligar o cabo USB numa fonte de energia e sincronizá-los por meio do aplicativo do smartphone ou pelo navegador Chrome no computador. Todos os eletroeletrônicos devem estar ligados à mesma rede Wi-Fi.

Também é possível mudar as funções da TV utilizando Computer Sticks e aparelhos Android TV Box. A ideia é parecida com as anteriores, no entanto, esses gadgets não são fabricados por grandes marcas e possuem configuração de um minicomputador com sistema operacional Android. Apesar do baixo custo, fica o alerta para o desempenho, que pode decepcionar se comparado ao Apple TV ou Chromecast.

* Edgar Louzano é analista de infraestrutura na TecTotal, ministra aulas sobre estrutura lógica e de hardware em ONGs em São Paulo, e mantém participação em fóruns sobre assuntos diversos na internet. Também está montando um canal no YouTube.