Ericsson, Vivo e Governo Federal se juntam pela inclusão digital em Roraima

Por Ares Saturno | 15 de Março de 2018 às 18h45

A cidade de Pacaraima, localizada no nordeste do estado de Roraima, recebe cerca de mil imigrantes venezuelanos por dia, devido à sua localização fronteiriça com o país latino. Além desses imigrantes que chegam, estima-se que cerca de 40 mil pessoas vindas da Venezuela vivam na capital do estado, Boa Vista.

Com o objetivo de trazer melhorias na qualidade de vida dos imigrantes e residentes da região, a Ericsson, Vivo e o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) criaram uma aliança que visa fornecer mais recursos para o projeto de Conectividade e Inclusão Digital que atende ao local.

A parceria vai implementar tecnologias 3G e 4G, que vão substituir as conexões por satélites utilizadas atualmente para o registro dos imigrantes, além de melhorar a conectividade 4G em pontos estratégicos da capital, e implementar um laboratório de capacitação dos imigrantes junto à Universidade Federal de Roraima (UFRR).

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

As melhorias nos sistemas de conexão visam ajudar no registro e integração das informações dos venezuelanos que pedem asilo à Polícia Federal, que está com dificuldades de enviar os pedidos a Brasília devido às limitações atuais. Já no laboratório de capacitação profissional junto à UFRR, cursos profissionalizantes serão ministrados e terão dois meses de duração.

“O apoio da Ericsson e a Vivo ajudará a minimizar o impacto migratório dos venezuelanos no estado de Roraima. Nenhum Estado está plenamente preparado para lidar com um desafio dessa magnitude. Através dessa parceria com a Ericsson e a Vivo que poderemos resolver um problema chave que é a conectividade em Pacaraima, um local carente de acesso e digitalização em setores estratégicos, como o da segurança. Isso habilita uma série de iniciativas do Governo e também junto a outros parceiros que dependem dessa conectividade, hoje inexistente”, disse Marcos Jorge de Lima, ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Já Eduardo Ricotta, presidente da Ericsson no Brasil, falou que "ao tomar conhecimento do que está acontecendo em Roraima por falta de infraestrutura de conectividade, não podíamos simplesmente ignorar e ficarmos de braços cruzados". Ele segue contando que "nos juntamos ao MDIC e trouxemos a Vivo para nos apoiar nesse projeto que visa, acima de tudo, melhorar a condição humana dessas pessoas, que esperam por um visto para permanecerem de forma legal no país".

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.