Desmonte revela que bateria do iPad Air 2 é menor do que a do antecessor

Por Redação | 23 de Outubro de 2014 às 10h28

Todo ano vemos lançamentos diferentes da Apple e, em época de conhecermos os novos produtos da marca, é comum haver bastante excitação e ansiedade. Passado esse momento, os novos produtos caem nas mãos de sites especializados que, entre outras coisas, tentam desvendar como eles funcionam.

É o caso do iFixit, cuja especialidade é fazer aquilo que poucos têm coragem: desmontar produtos logo após o lançamento e ver como eles são internamente. A "vítima" da vez é o iPad Air 2, que teve suas entranhas escavacadas num desmonte divulgado nesta quarta-feira (22).

Apesar de não apresentar diferenças exorbitantes em relação ao modelo anterior, o novo iPad apresenta algumas modificações que parecem ter tornado o processo de montagem mais simples. Um ponto que chama a atenção, por exemplo, é o fato de que o novo gadget é mais fino que o iPhone 6 - 6,1mm, enquanto o smartphone possui 6,9 mm de espessura -, mesmo que o segundo tenha um corpo consideravelmente menor.

A carcaça e a tela do tablet, que agora conta com uma laminação total e um revestimento antirreflexo, são muito parecidas com a do primeiro iPad Air. O processador da Apple, um chip A8X, que possui três núcleos rodando a 1,5 GHz e arquitetura de 64 bits, é acompanhado de um coprocessador de movimento M8.

O novo tablet possui 2GB de RAM, câmera com resolução de 8 megapixels (que não é a mesma câmera utilizada no iPhone 6), câmera frontal com 1,5 megapixels, Touch ID - como os iPhones desde o modelo 5S - e Wi-Fi 802.11ac.

A bateria, por sua vez, apesar de possuir uma duração de 10 horas (segundo a Apple), possui uma potência menor que a do primeiro modelo. O iPad Air 2 apresenta 27,6Wh/7.240mAH, enquanto o iPad Air conta com 32,9Wh/8.827mAH.

bateria ipad air 2

Na distribuição dos componentes do novo gadget, algumas coisas foram mudadas, como a localização dos cabos da tela, o design do cabo do Touch ID e o sensor da câmera FaceTime HD, que foi dividido em duas partes.

De acordo com o pessoal do iFixit, o iPad Air 2 usa muita cola para soldar seus componentes e fixar sua estrutura, o que torna a sua desmontagem bastante difícil. Levando isso em conta, a nota dada para a reparabilidade do aparelho foi a mesma que a da primeira versão: 2 de 10. Quanto mais próximo de 10 for a nota, mais fácil é desmontar o aparelho.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.