Startups se unem para se tornar potência em educação de tecnologia no Brasil

Startups se unem para se tornar potência em educação de tecnologia no Brasil

Por Márcio Padrão | Editado por Claudio Yuge | 13 de Outubro de 2021 às 20h30
Racool-Studio/Envato

A startup de educação Digital House — voltada ao ensino de dados, marketing, experiência de usuário e outras vertentes do mundo digital — anunciou nesta quarta-feira (13) a fusão com a Rocketseat, plataforma criada em Santa Catarina para o aprendizado de programação. O valor da operação foi de R$ 150 milhões, pagos em dinheiro e também com trocas de ações entre as empresas.

Segundo uma postagem da Rocketseat no LinkedIn, a fusão deve acelerar a estratégia de expansão na formação de talentos para mercado de tecnologia. Além disso, segundo o Estadão, os alunos das duas instituições contarão com mais conteúdo e terão formação em todos os níveis, do básico ao avançado. Os clientes empresariais que queiram contratar a Digital House também terão um portfólio melhor de cursos.

A Digital House surgiu na Argentina e abriu sua filial brasileira em São Paulo. Em março deste ano, anunciou uma rodada de investimentos de mais de R$ 280 milhões. Os investidores líderes na ocasião foram Mercado Livre e Globant, com participação da empresa de capital privado Riverwood Capital e do fundo Kaszek. A edtech tem cursos que duram de cinco a seis meses com valores próximos de R$ 7 mil.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Imagem: Christina/Unsplash

Já a escola de coding (códigos de programação) Rocketseat conta atualmente com mais de 400 mil alunos. Nos dias 1º e 2 de dezembro promoverá o evento virtual e gratuito DoWhile, com programadores de todo o país apresentando cases e realizando workshops. Seu modelo é por assinatura, com aulas de profissionais de diferentes formações, mas também oferece conteúdos gratuitos.

"As marcas seguem independentes, mas vamos trocar todos os recursos que pudermos dos dois lados", afirmou ao Estadão Robson Marques, cofundador e presidente executivo da Rocketseat. "Temos uma rede de produção de conteúdo que pode ser aproveitada pela Digital House e há uma rede de professores muito forte a ser aproveitada pela Rocketseat. As comunidades estarão cada vez mais fortes."

Fonte: Estadão

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.