Startup acelarada pela Samsung inaugura laboratórios de RA em escolas de SP

Por Redação | 18 de Setembro de 2017 às 14h47

O projeto de aceleração de startups promovido pela Samsung possibilitou a inauguração dos primeiros laboratórios de realidade virtual no Brasil. Duas escolas de São Paulo serão beneficiadas pela parceria firmada entre a empresa sul-coreana e a EvoBooks, participante da segunda rodada do Programa de Promoção da Economia Criativa.

A EvoBooks é uma startup de educação que se propõe a capacitar os profissionais do processo pedagógico por meio da cultura digital. A proposta da empresa é integrar as escolas em um sistema didático que vá além da sala de aula. A tecnologia aplicada via RA é uma plataforma que a startup quer explorar.

Os laboratórios vão permitir que os alunos realizem experimentos simulados de química e física, estudem o sistema solar em viagens e naveguem por dentro do corpo humano.

Alunos participam de aulas com o Samsung Gear VR

Para que o ensino seja eficiente, a EvoBooks desenvolveu o Programa Inspira Digital, com propostas sobre fundamentações teóricas, planos de aula, sequências didáticas e formação continuada on-line para professores. As escolas, públicas ou privadas, que aderirem ao projeto terão todo o suporte necessário para implementar a linha didática.

No pacote, as escolas recebem ainda 10 kits com óculos Samsung Gear VR. O projeto é indicado para o ensino fundamental 2 (do 6º ao 9º ano) e ensino médio — os alunos devem ter 13 anos no mínimo.

Programa já recebeu 800 inscrições

O Programa de Promoção da Economia Criativa é uma parceria da Samsung com a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) e busca startups de todo o Brasil. As empresas escolhidas são aceleradas para ganhar escala.

Desde que a parceria foi firmada, mais de 800 startups se candidataram. Atualmente, mais de 20 incubadoras estão capacitadas  para operar o programa por meio da coordenação nacional da Anprotec.

O número de empreendimentos acelerados pela Samsung, após o fim da segunda rodada de acelaração, já soma 20 startups, que foram habilitadas a receberem investimentos diretos de até R$ 250 mil. Esse valor deve ser aplicado em pesquisa e desenvolvimento de produtos e tecnologias.

Para a terceira rodada, a Samsung foca em mais 20 startups brasileiras nas áreas de Mobilidade, Realidade Virtual, Saúde Digital, Educação Digital, Segurança da Informação, Internet das Coisas e Fintech.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.