Como fazer gráfico no Excel | 4 dicas

Como fazer gráfico no Excel | 4 dicas

Por André Lourenti Magalhães | Editado por Guadalupe Carniel | 13 de Maio de 2022 às 11h20
Reprodução/Pixabay

Para uma melhor visualização dos seus dados, vale a pena saber como fazer gráfico no Excel. O software da Microsoft permite visualizar os dados da sua planilha em diferentes formatos, e a criação pode ser feita em poucas etapas.

O gráfico é a melhor maneira de mostrar visualmente valores numéricos ou dados, o que facilita a compreensão dessas informações em grande escala. São vários os tipos de gráficos, e os mais usados são:

  • Gráfico de coluna (ou barras): o mais popular, serve principalmente para mostrar alterações de dados em determinado período ou para fazer comparações;
  • Gráfico de linha: ideal para ilustrar e controlar alterações ao longo do tempo e facilitar a identificação de tendências ou problemas;
  • Gráfico de pizza: serve para mostrar valores individuais ou proporcionais que juntos resultam no valor total de 100% dos dados exibidos;
  • Gráfico de dispersão: funciona como um diagrama e serve para indicar a existência de variáveis ou intensidades;
  • Gráfico cascata: ilustra, de forma resumida, valores negativos ou positivos que impactam em um valor total;

É possível criar gráficos rapidamente em planilhas do Excel para computadores, celulares ou na versão para navegadores. Além do Excel Web, também há a possibilidade de usar seu navegador para criar gráficos pelo Google Planilhas, concorrente da plataforma.

A seguir, saiba como fazer gráfico no Excel e confira dicas para personalizá-lo no software!

Como fazer gráfico no Excel no PC

Antes de avançar para o passo a passo, é importante compreender alguns conceitos básicos. Um gráfico é formado por dois eixos, chamados X e Y. O eixo Y costuma concentrar as coordenadas ou as categorias, enquanto no eixo X estão os valores. Toda vez que uma informação de cada um desses eixos se encontrar, será formada uma base do seu gráfico.

Portanto, para criar o seu gráfico no Excel, você precisa separar as informações e valores em colunas diferentes, dispostas lado a lado. Cada valor deve estar armazenado em uma linha diferente, acompanhada de uma informação ou categoria na coluna ao lado. No exemplo a seguir, os meses são as coordenadas para seus respectivos valores.

Com as informações distribuídas na planilha, siga as seguintes etapas:

  1. Selecione todas as células que farão parte do seu gráfico. Isso inclui, também, os títulos das colunas para cada eixo;

    Selecione os dados para fazer gráfico no Excel (Captura de tela: André Magalhães)
  2. Em seguida, no menu superior, clique em “Inserir” e escolha a sua opção de gráficos. Para receber sugestões, clique em “Gráficos recomendados” para conferir quais modelos são mais adequados para os dados. Por fim, clique em uma forma para criar o gráfico;

    Escolha entre os modelos de visualização (Captura de tela: André Magalhães)
  3. Seu gráfico será gerado no Excel, na mesma página da planilha. Você pode redimensionar e usar o menu superior para alterar o formato e a identidade visual. Ao alterar os dados na planilha, as mudanças serão automaticamente aplicadas no gráfico.

    Veja e modifique seu gráfico no Excel (Captura de tela: André Magalhães)

4 dicas para fazer gráfico no Excel

1. Personalize seu gráfico

Você não precisa utilizar as cores padrões do gráfico gerado no Excel. Ao lado do seu arquivo, é possível acessar atalhos para alterar cores e distribuir informações entre os eixos. No ícone de “+”, por exemplo, você pode adicionar ou remover elementos como legendas, títulos, números em cada item, entre outras opções.

Personalize com cores e elementos visuais (Captura de tela: André Magalhães)

Além disso, no ícone de pincel, é possível alterar as cores e a formatação. O software permite escolher entre diferentes estilos visuais e navegar entre paletas de cores para personalizar a sua apresentação.

2. Crie gráficos dinâmicos a partir de uma tabela dinâmica

Caso tenha dados extensos e com difícil interpretação, a alternativa é criar uma tabela dinâmica. Esse recurso permite filtrar e realizar diferentes ações com as células, como contas rápidas e uma melhor organização das ações. Ao gerar essa tabela, também é possível criar um gráfico dinâmico pelo Excel.

Gráfico dinâmico é uma alternativa para gerenciar muitos dados no Excel (Captura de tela: André Magalhães)

Essa opção ajuda a resumir os dados e gera uma experiência interativa. Um painel lateral é exibido para alterar filtros e modificar formas de visualização rapidamente. Para isso, selecione sua tabela dinâmica, acesse “Inserir” e escolha “Gráfico dinâmico”

3. Insira minigráficos

Não tem espaço suficiente na sua planilha? Uma alternativa é criar um minigráfico. Como o nome propõe, esse recurso gera um gráfico com os mesmos dados solicitados, mas que cabe em uma célula do Excel.

Minigráficos são opções que cabem em uma célula (Captura de tela: André Magalhães)

Dessa forma, os minigráficos são uma alternativa interessante para demonstrar uma variação ou uma tendência entre tabelas, por exemplo. Para criá-los, acesse “Inserir” e clique em “Minigráficos”. Depois, selecione o intervalo de dados e o modelo de visualização

4. Use o atalho de teclado

Quer gerar um gráfico rapidamente? Pressione F11 no seu teclado. Com os dados selecionados, esse atalho cria um gráfico em uma página separada, utilizando uma formatação recomendada.

Tecla F11 cria um gráfico rapidamente no Excel (Captura de tela: André Magalhães)

Na página em questão, é possível alterar todas as informações visuais, incluindo cores, elementos e modelos. Essa alternativa é útil para quem precisa de um espaço maior para a visualização dos dados.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.