Mi Band 5 deve ter medidor de oxigênio no sangue e suporte a Alexa

Por Felipe Junqueira | 22 de Maio de 2020 às 21h15
Divulgação / Xiaomi
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Mi Band 5

Ficha técnica

A aguardada quinta geração de uma das smartbands mais populares do mundo já foi prometida para este ano, mas ainda não tem uma janela de lançamento clara e nenhum outro detalhe divulgado oficialmente. Porém, chegou a hora de um dos maiores vazamentos relacionados à Mi Band 5, de acordo com reportagem do site TizenHelp, de onde saiu a maior parte dos rumores sobre o dispositivo até agora.

Ao que tudo indica, a nova versão da pulseira inteligente da Huami, subsidiária da Xiaomi, vai oferecer integração com Alexa, monitoramento de oxigênio no sangue e ciclo menstrual. Esses três novos recursos se somam aos rumores da tela maior e NFC na versão global de diferenças para a quarta geração.

Com relação à Alexa, é possível que a pulseira tenha também microfone e alto-falante para que o usuário possa emitir comandos de voz e ouvir as respostas da assistente. No entanto, também existe uma chance de isso ficar a cargo de um smartphone, ou até mesmo de a comunicação por voz ser realizada por via única: o usuário fala, e a assistente responde em texto, apenas.

Segundo a publicação, as versões chinesa e global não devem ter muitas diferenças em 2020. Os modelos são XMSH10HM e XMSH11HM, respectivamente, e é possível que, no fim das contas, o segundo modelo, que seria aquele a ser vendido no Brasil, pode não ter mesmo suporte ao NFC, que ficaria mais um ano limitado para o mercado chinês.

Disponibilidade

Mi Band 4 é uma das pulseiras inteligentes mais populares do mundo (Foto: Divulgação/Xiaomi)

O lançamento pode ter sido adiado, de acordo com o TizenHelp. A expectativa era que o anúncio fosse realizado na primeira semana de junho, mas por conta de problemas causados pela pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), o cronograma possivelmente atrasou. A previsão de distribuição da versão global ficou para o segundo semestre, entre agosto e setembro. Os chineses devem ter acesso ao dispositivo antes, talvez ainda em junho, ou no começo de julho.

A Mi Band 5 ainda não recebeu certificação Bluetooth SIG. O aplicativo oficial já está na fase final de desenvolvimento para incluir as novas funções, como uma nova Inteligência de Atividade Pessoal, que ajuda usuários a monitorarem atividades físicas.

Fonte: TizenHelp

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.