All4One Connect U220: a smartband funcional e bem acessível da NetShoes

Por Pedro Cipoli
photo_camera BRUNO HYPOLITO / CANALTECH

Uma tendência bastante forte dos últimos anos é juntar tecnologia voltada para o consumidor com produtos para o condicionamento físico. Smartwatches, pulseiras digitais (smartbands, para os mais íntimos), apps, sensores de batimentos cardíacos embutidos nos próprios smartphones e até mesmo anéis inteligentes entram nessa relativamente nova categoria de equipamentos.

Há uma boa quantidade de players nesse lucrativo ramo, como Samsung e Sony, com uma boa quantidade de produtos em seu repertório, em grande parte no segmento de tecnologia, então é no mínimo inesperado que a NetShoes anuncie um produto concorrente. Quer dizer: é uma empresa especializada em artigos esportivos, mas que criou um produto in-house para concorrer no mercado.

Criou até mesmo uma marca: a All4One, sendo a Connect U220 um dos primeiros produtos a dar as caras para o consumidor, e vamos conhecê-la em detalhes para ver se ela tem o que é necessário para concorrer com as Smartbands SW10 e Jawbones UP24 lançadas até o momento. Vamos começar com o que é igual, já que o foco é o mesmo dos mencionados acima.

A Connect U220 pretende ser o registro em tempo real de suas atividades físicas, contando passos e qualquer tipo de movimento que você realize. Nesse ponto ela se saiu muito bem, com um app ainda um pouco “cru”, se comparado aos concorrentes, mas que funciona como deveria depois de digitar o peso e altura para calcular (“estimar” seria a palavra mais correta) a quantidade de calorias queimadas.

Um ponto de que não gostamos é que é necessário atualizar o app com as informações da pulseira de forma manual, enquanto os concorrentes fazem isso de forma automática. É possível fazer isso a cada 5 dias, já que há memória interna suficiente para guardar os dados durante esse período, mas é meio chato, no final das contas. Esperamos que a NetShoes torne esse processo automático com o passar do tempo, mas ainda não há previsão de isso acontecer.

Dizemos 5 dias pois essa é a autonomia aproximada da Connect U220. A NetShoes promete 1 semana, mas conseguimos cerca de 5 dias em média, o que não é um valor ruim, já que é aproximadamente o que a concorrência oferece. Aliás, é uma boa hora para começar a falar do que é diferente, começando pela forma de carregamento da pulseira.

Ao contrário dos concorrentes, a U220 tem uma conexão USB 2.0 embutida, permitindo que o usuário a carregue sem a necessidade de cabos extras. Basta conectar no PC ou em um carregador de parede e esperar o visor ficar totalmente preto, o que indica que o carregamento terminou. Exatamente, ela tem um visor, ausente nos dois concorrentes que citamos acima.

Ele tem uma função especialmente útil, que é mostrar a hora. Não é necessário acertar o relógio, já que ele usa o mesmo horário mostrado pelo smartphone, eliminando a necessidade de tirar o celular do bolso somente para isso. A tela é de OLED, ainda que de baixa resolução e somente na cor azul, o que é ótimo, já que mais do que isso iria exigir uma quantidade desnecessária de energia da pequena bateria da U220.

Há somente um botão físico, que permite e alternância entre o relógio, quantidade de passos, medidor de temperatura, além de sincronizar os dados com o smartphone. Aliás, o sensor de temperatura, se é que não é apenas uma estimativa, não funcionou em nenhuma situação, mesmo depois de deixarmos a pulseira na saída de um condicionador de ar por 1 hora a 17 graus, e ele continuou marcando 27 graus, a temperatura ambiente em São Paulo no dia em questão.

Ela também é a prova d'água, ainda que “a prova de suor e banho” seja um termo mais preciso, já que a certificação é a IPX5, e não a IP68 comum em produtos realmente a prova d'água. Submergimos a U220 acidentalmente e ela continuou funcionando normalmente, mas de qualquer forma, é melhor evitar.

Podemos dizer que a Connect U220 oferece o básico para o usuário que busca uma opção acessível de smartband, sem trazer os extras bacanas da Smartband SW10 da Sony ou a precisão de cálculo da Jawbone UP24, mas ela cumpre o “arroz-com-feijão” sem grandes problemas, além de ser bastante acessível com o preço sugerido de R$ 199.

Basta considerar que a Smartband SW10 custa R$ 400 e a Jawbone UP24 sai por um Moto G mais R$ 100 (ou R$ 900) para termos uma ideia do bom custo-benefício da U220. A NetShoes começou muito bem com ela, focando no público que busca esse tipo de produto, mas não estava disposto a investir tão alto nas opções disponíveis até então.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.