Samsung disponibiliza reservas para o Galaxy Note 10 e o Note 10+ no Brasil

Por Nathan Vieira | 08 de Agosto de 2019 às 16h00
Reprodução
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Galaxy Note 10

Ficha técnica

Quem já está de olho no recém-lançado Galaxy Note 10, se prepare (e prepare o bolso): a Samsung liberou nesta quinta-feira (8) as reservas para os aparelhos da série. Logo, os interessados em adquiri-lo podem realizar o pré-registro para compra do antes mesmo do lançamento oficial do dispositivo no Brasil.

O Galaxy Note 10 é a nova aposta da Samsung para a sua linha de smartphones

O processo para que a reserva seja realizada é relativamente simples. O interessado só precisa acessar o site oficial da Samsung e preencher uma ficha cadastral. Sendo assim, quando a pré-venda tiver início, a empresa envia por e-mail um link para que a compra seja finalizada. Além disso, os compradores que moram em São Paulo e no Rio de Janeiro podem receber o Galaxy Note 10 antes mesmo que ele esteja disponível nas lojas físicas e virtuais. Nesse caso, o único pré-requisito é que a compra seja feita nos dois primeiros dias de pré-venda.

A empresa aponta que o cadastro está disponível para todos, embora a garantia de entrega antes do lançamento oficial do Galaxy Note 10 seja, restrita apenas a usuários do Rio de Janeiro e de São Paulo. A Samsung também afirma que o preenchimento da ficha cadastral também não obriga o consumidor a finalizar a compra.

O sistema de pré-cadastro não é exatamente uma novidade entre os aparelhos da Samsung. Em fevereiro deste ano, as reservas dos smartphones da linha Galaxy S10 também podiam ser feitas com antecedência, da mesma forma que está acontecendo agora com o Galaxy Note 10.

Sobre o Galaxy Note 10

Inicialmente, a linha Note era pensada no público corporativo, mas passou a ser voltada ao público mais jovem

Em termos de configuração, como era de se esperar, os dois modelos continuam bem parrudos: em comum, ambos têm processador Exynos 9825 ou Qualcomm 855, dependendo do mercado, leitor de impressões digitais ultrassônico integrado na tela e compartilhamento de energia sem fio. E o sistema de câmera dos dois aparelhos segue a fórmula S10: eles trazem três sensores na traseira, sendo dois com resolução de 12 megapixels e um de 16 megapixels. Já a câmera frontal tem um sensor de 10 megapixels. Ah sim, e a Samsung resolveu matar de vez a entrada tradicional de fone de ouvido. Logo, o usuário terá de usar a entrada USB- C com um fone que já vem no kit ou usar um modelo Bluetooth mesmo.

A partir daí, começam as diferenças entre os dois modelos. O Note 10 tem tela AMOLED de 6,3 polegadas, 8 GB de memória RAM e 256 GB de capacidade de armazenamento, que não são expansíveis.. Ele é compatível com sistema de carregamento rápido de 25 watts e sua bateria tem capacidade de 3.500 mAh, algo estranho para um smartphone desse porte.

Já o Note 10+ tem dimensões mais robustas: sua tela tem espaçosas 6,8 polegadas, com resolução QuadHD, 12 GB de memória RAM e versões com 256 e 512 GB de armazenamento interno, que podem ser expandidos via cartão microSD. Ele também traz um carregador rápido de 25 watts, mas, o usuário pode optar por um carregamento ultrarrápido de 45 watts, mas que é opcional. E além disso, sua bateria é mais generosa. Ela tem capacidade de 4.300 mAh.

Nos EUA, o Galaxy Note 10 será vendido a partir de 949 dólares (aproximadamente R$3.767,59, sem impostos ou taxas). A versão com suporte para 5G do Note 10 custará 1.049 dólares (R$4164,60).

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.