OnePlus | CEO diz que smartphones dobráveis ainda não sao bons o bastante

Por Felipe Ribeiro | 15 de Janeiro de 2020 às 14h00
Tyler Lizenby/CNET
Tudo sobre

OnePlus

Saiba tudo sobre OnePlus

Ver mais

Smartphones dobráveis parecem, pelo menos por enquanto, não encantar o CEO da OnePlus, Pete Lau. Em recente participação em um podcast comandado pelo pessoal do The Verge durante a CES 2020, o executivo mencionou que a empresa não pensa em lançar um aparelho com essas características agora. E mais: ele acha, também, que esta tecnologia precisa evoluir.

Na entrevista, o Lau afirmou que o OnePlus analisou tudo o que está por trás dos smartphones dobráveis. Ele mencionou que os aspectos positivos são superados pelas deficiências ou as desvantagens do estado atual da tecnologia". Em outras palavras, a empresa não planeja lançar um smartphone dobrável. Pelo menos, não por enquanto.

No entanto, a declaração deixe esperanças para o futuro, pois os avanços nas áreas de tecnologia de exibição podem levar o OnePlus a também fazer um smartphone dobrável. A entrevista também tem semelhança com uma declaração anterior da empresa sobre o carregamento sem fio, que era considerado desnecessário na época.

OnePlus McLaren é um dos últimos telefones da fabricante chinesa/ Imagem: OnePlus

Notavelmente, muitos exemplos de smartphones dobráveis ​​foram questionados sobre sua viabilidade. O Razr, da Motorola, foi uma exceção, já que Lau o considerou um dos melhores modelos de smartphones dobráveis disponíveis ​​atualmente. Porém, segundo ele, o dispositivo ainda não apresenta uma tela "nítida". De acordo com o CEO, a tela dobrável de smartphones perde a qualidade da tela OLED plástica, que é a principal razão pela qual Pete Lau ainda não se interessou por estes aparelhos.

Por fim, o CEO da OnePlus também respondeu perguntas sobre a tecnologia da câmera, algoritmos de imagem e o aumento de custo dos smartphones da empresa. Lau afirmou que grandes investimentos estão sendo feitos no departamento de câmeras da OnePlus, enquanto a companhia também está colaborando com os líderes do setor para trazer algoritmos de software para rivalizar com Google e Apple.

Por fim, ele chegou a afirmar que o custo de um smartphone está aumentando à medida que mais recursos estão sendo alojados em uma única unidade, como as lentes das câmeras, que estão cada vez maiores e potentes. Podemos supor então, que os preços dos telefones da OnePlus devem aumentar, mas não tanto, uma vez que a empresa sempre acaba compensando e diminuindo os gastos em outras áreas para não perder competitividade.

Fonte: Gizmochina

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.