Siga o @canaltech no instagram

Loja revela que celulares Xiaomi serão vendidos por até R$ 3.100 no Brasil

Por Rafael Rodrigues da Silva | 15 de Março de 2019 às 15h29
Tudo sobre

Xiaomi

Saiba tudo sobre Xiaomi

Ver mais

Há cerca de um mês, a DL Eletrônicos já havia confirmado que estava trazendo a marca Xiaomi de volta para o Brasil de maneira oficial, e que as vendas começariam com dois dos modelos mais procurados pelos usuários: o Redmi Note 6 Pro e o Pocophone F1. Mas ainda que tenha confirmado quais modelos seriam os primeiros a chegar oficialmente no mercado brasileiro, a distribuidora não entrou em detalhes sobre locais de vendas ou mesmo o preço que esses aparelhos teriam.

Mas pode ser que tenhamos as primeiras pistas dessas informações: a equipe do site Tudo Celular conseguiu encontrar uma propaganda de uma unidade da Ricardo Eletro em Brasília que anuncia a chegada da novidade na loja. Caso a propaganda encontrada seja mesmo verdadeira, isso quer dizer que os produtos da Xiaomi serão vendidos pelo menos nas lojas pertencentes ao grupo Máquina de Vendas (dona da rede de varejistas Ricardo Eletro e Insinuante).

Propaganda de uma loja de Brasília da rede Ricardo Eletro anunciando a venda de aparelhos Xiaomi (Captura: Tudo Celular)

A propaganda ainda indica os supostos preços de venda dos aparelhos: o Pocophone F1 com 6 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento deverá ser vendido por R$ 3.099, enquanto o Redmi Note 6 Pro com 4 GB de memória RAM e 64 GB de armazenamento deverá custar R$ 1.999.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Ainda que esses valores sejam quase o triplo do preço dos modelos importados encontrados no mercado “informal” (o site de comparação de preços Buscapé mostra que o Pocophone F1 pode ser encontrado a partir de R$ 1.189 e o Redmi Note 6 Pro a partir de R$ 753), esses modelos vendidos na Ricardo Eletro teriam duas coisas que os mais baratos não possuem: garantia de fábrica e da loja, e suporte de toda uma rede de assistências técnicas espalhadas por todo o Brasil.

Nós tentamos o contato com a DL Eletrônicos para a confirmação dessas informações mas, até o momento da publicação, não tivemos retorno da assessoria da empresa, e atualizaremos essa notícia assim que tivermos mais informações sobre o caso.

Fonte: Tudo Celular

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.