iPhone 14 Pro terá primeiro aumento em resolução de câmera desde 2015

iPhone 14 Pro terá primeiro aumento em resolução de câmera desde 2015

Por Victor Carvalho | Editado por Wallace Moté | 12 de Janeiro de 2022 às 13h30
Apple

Cada vez mais rumores reforçam as mudanças que a Apple deve implementar este ano na linha iPhone 14, e entre as novidades mais esperadas está a chegada do poderoso sensor de câmera de 48 MP para a dupla mais cara, resultando no primeiro aumento de resolução em sete anos.

Após 7 anos, Apple deve abandonar sensor de 12 MP e adotar câmera com 48 MP em dupla mais poderosa (Imagem: Reprodução/Apple)

O mais novo indício publicado pelo site TrandForce reforça es expectativas de que após sete anos a Apple deve finalmente apostar em um sensor principal de maior resolução para seus smartphones.

Desde 2015 com o anúncio do iPhone 6s e iPhone 6S Plus a Apple vem adotando sensores de 12 MP em seus celulares, oferecendo desempenho cada vez melhor, recursos exclusivos de foto e vídeo e qualidade suficiente para competir contra celulares Androids com resoluções muito superiores.

Conceito imagina iPhone 14 Pro com entalhe em formato de pílula e Face ID sob a tela (Imagem: Reprodução/Ian Zelbo)

Entretanto, para 2022, a Apple deve implementar um sensor principal de 48 MP visando oferecer gravação de vídeo em resolução 8K e modo ProRes, permitindo que profissionais tirem ainda mais proveito das câmeras do iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max.

As lentes ultrawide e telefoto (dedicada para zoom) não devem acompanhar o aumento de resolução, mas devem ganhar novos sensores mais poderosos.

Em contrapartida, a dupla mais barata composta agora pelo iPhone 14 e iPhone 14 Max (com telas de 6,1 e 6,7 polegadas, respectivamente) deve herdar o sensor de 12 MP utilizado no iPhone 13 Pro e manter a lente ultrawide, também com sensor de 12 MP.

iPhone 14 Pro e 14 Pro Max devem elevar mudanças em relação ao iPhone 14 e novo iPhone 14 Max (Imagem: Reprodução/Apple)

A dupla mais poderosa de celulares da Apple deve apostar em um novo entalhe no alto da tela, mudando do clássico notch largo para um formato de pílula, posicionando os sensores do Face ID sob o display.

Os modelos também devem apostar em CPU e GPU mais poderosas para o chip A16 Bionic, além de oferecer recursos exclusivos e possíveis melhorias para o sistema de carregamento sem fio MagSafe.

Já os modelos mais baratos devem oferecer atualizações em desempenho com novo processador, câmeras e bateria, mas mantendo o design conhecido do iPhone 13 ao menos na parte frontal.

Fonte: TrendForce, via 9to5Mac

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.