Hydrogen One, da RED, chega em 2 de novembro por US$ 1.295

Por Rafael Arbulu | 29 de Outubro de 2018 às 13h33
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Hydrogen One

Ficha técnica

Demorou, mas enfim chegou: o Hydrogen One, smartphone da RED Digital Cinema, finalmente começará a ser vendido nesta sexta-feira, 2 de novembro, pelo preço de US$ 1.295 nos EUA. A oferta será disponibilizada por meio de planos fechados com as operadoras Verizon (de 24 meses) e AT&T (de 30 meses).

Originalmente previsto para o começo de 2018, o smartphone passou por diversos adiamentos, o que levou a um problema que já o coloca atrás de seus concorrentes na corrida pelo mercado: o hardware do Hydrogen chega relativamente defasado, com chipset Qualcomm Snapdragon 835 (frente ao 845 visto nos mais recentes lançamentos e anúncios da Samsung, Huawei e Xiaomi, por exemplo) e tela inferior a seis polegadas, padrão LED (boa parte das fabricantes já adotam seis polegadas e investem no OLED ou AMOLED).

Usuários que compraram o aparelho na pré-venda, porém, levaram US$ 100 de desconto e receberão o Hydrogen One desbloqueado.

RED Hydrogen One: o smartphone chega às prateleiras americanas nesta sexta (2) (Imagem: Divulgação/RED)

Alguns veículos norte-americanos já publicaram críticas, em sua maioria, decepcionantes: o Verge, por exemplo, disse que não há nada de inovador no display holográfico que a RED constantemente fixou em seu marketing como algo a revolucionar a indústria; o portal CNET diz que a qualidade das imagens 2D “é somente ok” e ressalta que o aparelho não tem resistência à água nem recarga wireless; finalmente, o Gizmodo diz que o display holográfico é “apenas um pouquinho melhor do que um Nintendo 3DS”.

Fonte: The Verge (1) (2); CNET; Gizmodo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.