Huawei Mate X2 é anunciado com visual estilo Galaxy Z Fold e preço astronômico

Por Igor Almenara | 22 de Fevereiro de 2021 às 12h50
Divulgação/Huawei
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Huawei Mate X

Ficha técnica

Nesta segunda-feira (22), a Huawei anunciou o Mate X2, seu mais novo celular dobrável. Distante do design adotado no Mate X original, lançado em 2019, o topo de linha de 2021 adota dobradura nos moldes do Galaxy Z Fold, adicionando uma tela secundária com enorme aproveitamento da superfície frontal, cinco câmeras e suporte à rede 5G.

O novo design do Mate X2 abandona a autenticidade do antecessor e opta por uma tela que dobra “para dentro” acompanhada por um display secundário para uso convencional do lado de fora. O dispositivo é uma belíssima peça de engenharia, característica ressaltada pela Huawei na apresentação do celular.

Telas e hardware do Mate X2

A tela externa é um painel OLED de 6,45 polegadas na resolução 2700 por 1160 pixels, enquanto a interna de 8 polegadas conta com 2480 por 2200 pixels — composição ligeiramente maior que as telas do Galaxy Z Fold 2. Em ambos os casos, o painel tem taxa de atualização de 90 Hz, com registro de toque em 180 Hz no principal e 240 Hz no secundário para maior responsividade.

Por dentro, o Mate X2 é equipado com processador Kirin 9000, um chipset de oito núcleos proprietário da fabricante que chega a 3,13 GHz, combinado com a GPU Mali-G78. A memória de trabalho é de 8 GB e o armazenamento varia entre 256 e 512 GB. O dobrável pode se conectar a redes 5G e tem velocidade de conexão sem fio aprimorada no Wi-Fi 6+ (para 2.4 GHz e 5 GHz).

Câmeras do Mate X2

O dobrável da Huawei tem cinco câmeras distribuídas entre a traseira e o recorte duplo no display secundário. Por trás, o conjunto de câmeras é composto por um sensor de 50 MP “Ultra Vision Camera” com abertura f/1.9; um grande angular de 16 MP, este com abertura f/2.2; 12 MP para fotos teleobjetivas, f/2.2; e, por fim, a câmera de 8 MP SuperZoom, com zoom óptico de 10x e abertura f/4.4. Exceto a lente grande angular, todos contam com estabilização óptica.

Segundo a Huawei, as capturas têm 8192 x 6144 pixels de resolução, enquanto vídeos vão até 4K. Em Full HD, as gravações podem chegar a 960 quadros por segundo no modo “ultra slow motion” impulsionado por inteligência artificial.

(Imagem: Huawei/Divulgação)

A câmera frontal conta com sensor de 16 MP de abertura f/2.2. As selfies têm 4608 por 3456 pixels de resolução, e vídeos alcançam resolução fullHD+ (2512x1080). Entretanto, a Huawei ressalta que a qualidade varia de acordo com o modo de captura escolhido.

Bateria, corpo assimétrico e sistema operacional

O Mate X2 não esbanja bateria e conta com apenas 4.500 mAh de capacidade. O número é o suficiente para aguentar um dia inteiro de uso sem exageros e pode render mais se somente a tela convencional for utilizada.

Curiosamente, o corpo do dobrável apresenta espessura variável: a região que comporta a entrada USB-C é um pouco mais volumosa que a outra extremidade. Segundo a Huawei, o formato proporciona maior longevidade e uma experiência de uso mais confortável, já que reposiciona o centro de gravidade do aparelho mais próximo da mão direita — o que não é o ideal para canhotos.

(Imagem: Huawei/Divulgação)

Em software, o Mate X2 sofre com a ausência dos serviços do Google. O sistema operacional adotado no dobrável é a EMUI 11, uma forte modificação do Android 10 de 2019. Apps comuns na China serão devidamente levados ao dobrável, mas dificilmente os aplicativos ocidentais se farão presentes no celular, o que deve enfraquecer sua relevância no mercado internacional.

Ainda assim, os avanços no sistema são notáveis: a Huawei destaca que a multitarefa foi significativamente aprimorada e adaptada para a experiência de uso em duas telas. É possível não só dividir o display em duas partes, mas também abrir janelas menores para ajustes rápidos e assistir até quatro vídeos simultaneamente.

(Imagem: Huawei/Divulgação)

Preço e disponibilidade

Na China, o Huawei Mate X2 de 256 GB será vendido por 17.999 iuanes, algo em torno de R$ 15.350 em conversão direta; a versão de 512 GB chegará por 18.999 iuanes (mais de R$ 16 mil), ambos com opções nas cores azul, rosa, preto e branco. A estreia é esperada para dia 25 de fevereiro e não há previsão para chegada do celular em outros mercados.

Ficha Técnica – Huawei Mate X2:

  • Tela: 6,45 + 8 polegadas em painel OLED com 90 Hz de taxa de atualização;
  • Chipset: Kirin 9000 (octa-core; Cortex-A77 de 3,13 GHz)
  • Memória RAM: 8 GB;
  • Armazenamento interno: 256/512 GB;
  • Câmera traseira: 50 MP (principal, f/1.9); 16 MP (grande angular, f/2.2); 12 MP (teleobjetiva, f/2.4); 8 MP (SuperZoom, f/4.4)
  • Câmera frontal: 16 MP (f/2.2)
  • Dimensões: 161,8x74,6x13,6 ~ 14,7 mm (dobrado), 161,8x145,8x4,4 ~ 8,2 mm (aberto)
  • Peso: 296 gramas;
  • Bateria: 4.500 mAh;
  • Extras: carregamento rápido de 55 W; EMUI 11 adaptada; estabilização óptica; leitor biométrico;
  • Cores disponíveis: azul, rosa, preto e branco;
  • Sistema operacional: EMUI 11 baseada no Android 10.

Fonte: Huawei

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.