Huawei apresenta tablet, notebooks, speaker e Mate Xs com preço assustador

Por Felipe Junqueira | 24 de Fevereiro de 2020 às 13h30
Divulgação
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Huawei Mate Xs

Ficha técnica

A Huawei realizou um evento nesta segunda-feira (24) para apresentar o que seria mostrado oficialmente na MWC 2020 em termos de produtos para o consumidor. Além do novo smartphone dobrável, o Mate Xs, a companhia mostrou também um novo tablet e notebooks, além de um alto-falante inteligente. Alguns produtos já haviam sido apresentados na China em novembro, e agora chegam ao mercado ocidental.

Começando com o Mate Xs, a fórmula é muito parecida com a Apple: pequenos ajustes no modelo do ano anterior. O novo dobrável tem chipset atualizado e melhorias no sistema de dobra da tela, que segue o mesmo padrão do Mate X. O visual, inclusive, é muito semelhante ao do antecessor. Também foi incluído um sistema de refrigeração do hardware.

Mate Xs tem pouca novidade em relação ao antecessor e preço alto (Foto: Reprodução/GSMArena)

O dispositivo tem um sistema de dupla camada sobre a tela OLED dobrável, com dois filmes de poliamida grudados um no outro por uma cola adesiva transparente. Aberta, a tela chega a 8 polegadas, que se divide em dois displays de 6,6 polegadas na frente e um traseiro com 6,38 polegadas.

Para melhorar a durabilidade e oferecer uma experiência melhor ao usuário, a Huawei incluiu um novo sistema de dobradiças que deu o nome de Falcon Wing. É um sistema mais robusto que o do Mate X, com mais proteção contra sujeiras.

Mate Xs tem dobradiça melhorada (Foto: Reprodução/GSMArena)

O conjunto de câmeras não muda muito pro antecessor, mantendo uma principal de 40 MP, uma teleobjetiva de 8 MP e uma ultra-wide de 16 MP. Também há um sensor ToF. Esse conjunto é o mesmo utilizado para as selfies, uma vez que a tela se dobra para trás.

A bateria tem 4.500 mAh com carregamento de até 55W. Em resumo, um Mate X com pequenas melhorias, visual semelhante e hardware atualizado. Segue à risca as atualizações da Apple quando coloca a letra S depois do número do iPhone.

O dispositivo chega ao mercado em março, com preço sugerido de impressionantes €2,499, ou cerca de R$ 11.900! Bom notar que, assim como todos os dispositivos Huawei que rodam Android, o Mate Xs não possui suporte aos serviços Google, rodando o HMS próprio da empresa chinesa.

MatePad Pro

MatePad Pro (Foto: Reprodução/Future)

Anunciado em novembro de 2019 na China, o MatePad Pro chega ao mercado global. O dispositivo tem câmera frontal em um buraco na tela com 8 MP, localizada no canto superior esquerdo do display de 10,8 polegadas. Na parte de trás, uma câmera de 13 MP.

O hardware já é o novo Kirin 990 5G, presente no Mate 30 e no Mate Xs. O dispositivo ainda tem 6 GB ou 8 GB de memória RAM, bateria de 7.250 mAh com suporte a carregamento de até 40 W, uma caneta M Pencil para desenhar e escrever que é carregada sem fio na parte superior do dispositivo e roda o Android 10, porém sem os serviços Google.

Isso mesmo, o MatePad Pro vem com o Huawei Mobile Services. Se vai vingar, não sabemos. O preço da versão mais básica é de €549 (cerca de R$ 2.615), enquanto a variante com WiFi e suporte a 5G pode chegar a €799 (R$ 3.800).

Notebooks

MateBook X Pro 2020 (Foto: Reprodução/AnandTech)

A Huawei também apresentou alguns novos modelos de notebooks, que atualizam a linha de computadores portáteis da companhia. O MateBook X Pro 2020 é o mais potente da turma, com CPU Intel Comet Lake e visual bastante semelhante ao modelo do ano passado. É, basicamente, uma melhoria de hardware.

Além do processador Core i7, o dispositivo tem versão com a placa gráfica NVIDIA MX 150 e outra sem placa dedicada. Ambos contam com tela de 13,9 polegadas com proporção 3:2 e resolução 3000 x 2000. Não foram informadas as opções de memória RAM. O ultrabook pesa cerca de 1,3 kg e mede 304 x 217 x 14,6 mm.

MateBook D 14 polegadas (Foto: Reprodução/AnandTech)

Para quem não faz questão de hardware tão potente, a Huawei também apresentou os novos MateBook D, com placa AMD Ryzen 3000 Mobile, em dois tamanhos: 14 polegadas e 15 polegadas. São modelos já apresentados na China em novembro, junto ao MatePad Pro.

Os notebooks possuem opções também com o processador Intel Core i5, que traz a placa gráfica NDIVIA MX 250. Nas opções com processador AMD, você pode escolher entre o Ryzen 5 e o Ryzen 7, ambos com placa gráfica Radeon Vega 8. Com relação ao espaço de armazenamento, o MateBook D 14 tem SSD de 512 GB, enquanto o modelo maior pode ter 256 GB ou 512 GB, com uma opção que inclui HDD de 1TB.

Os pesos dos dispositivos variam de 1,38 kg no MateBook D 14 até 1,62 kg na opção mais parruda do MateBook D 15.

Falando em preços, lá vai o susto. O MateBook X Pro 2020 fica em € 1.499 (R$ 7.141) pela versão sem placa gráfica, e € 1.899 (R$ 9.047) pela versão mais parruda. Já os MateBook D possuem mais variantes, e os preços variam de € 649 (R$ 3.092) e podem chegar a € 949 (R$ 4.521).

Alto-falante inteligente

Alto falante Sound X da Huawei (Foto: Reprodução/Future)

Já vimos concorrentes para o iPad Pro e MacBook Pro, mas a Huawei não parou por aí e apresentou também um rival para o HomePod. O alto falante inteligente da fabricante chinesa foi batizado de Sound X, desenvolvido em parceria com a empresa francesa de áudio Devialet.

O dispositivo tem saídas de áudio duplas de 60W com a tecnologia proprietária Push-Push que cancela as vibrações sem perder a qualidade dos graves. Segundo a Huawei, você pode colocar um copo de água (ou qualquer outro líquido) em cima do alto falante enquanto ouve música e não verá movimento nenhum do conteúdo.

Enfim, o Sound X tem recursos de alto falante inteligente, com uma assistente virtual própria da Huawei. Mas apenas na China. Outros mercados só poderão aproveitar as qualidades musicais do alto falante, enquanto aguarda integração com a Alexa, da Amazon.

Ainda não foram informados data de disponibilidade ou preço do Sound X na Europa.

Fonte: GSMArenaTechRadarAnandTechTechRadar

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.