Huawei Mate 40 deve utilizar telas feitas na China

Por Diego Sousa | 22 de Julho de 2020 às 08h00
Reprodução/Nikkei Asian Review
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Mate 40 5G

Ficha técnica

Desde quando o governo dos EUA endureceu as sanções econômicas contra a Huawei em maio do ano passado, a fabricante tem buscado formas de depender cada vez menos de empresas fora da China. E parece que os ventos estão soprando a seu favor, já que novas informações sugerem a também chinesa BOE fornecerá painéis OLED para o vindouro Mate 40.

Segundo fontes do site chinês The Elec, a companhia se juntará a Samsung e LG no fornecimento de telas on-cell OLED para os próximos modelos de ponta da Huawei, com lançamento previsto para os próximos meses. No processo de fabricação das peças, o "on-cell" significa que a camada de toque é incorporada antes da camada de encapsulamento (TFE), permitindo painéis mais finos, com melhores recursos ópticos e, ainda assim, mais baratos em relação ao OLED tradicional.

A novidade é que a BOE seria a primeira fabricante chinesa a receber pedidos da Huawei para a fabricação desses tipos de painéis, o que diminuiria ainda mais a lacuna das tecnologias entre suas concorrentes — atualmente, a BOE é a terceira maior fornecedora de painéis OLED do mundo, atrás apenas de Samsung Display e LG Display.

Caso a parceria entre as duas chinesas se confirme, não será uma surpresa se a Huawei escolher a BOE como fornecedora exclusiva de displays para seus futuros lançamentos, uma vez que ela vem buscando reduzir a dependência de outros países.

Não seria a primeira vez que a BOE forneceria painéis OLED à Huawei. O P40 e o P40 Pro, lançados no começo do ano, utilizam soluções da empresa — ao lado, é claro, das telas da Samsung e da LG.

OLED diferenciado

Outro rumor divulgado recentemente em relação às telas do Huawei Mate 40 indicam algumas características bem diferentes dos concorrentes. Um vazador chamado Teme (@RODENT950) compartilhou no Twitter dois enigmas se referindo ao Mate 40 e ao Mate 40 Pro: a primeira sugere que o modelo tradicional será equipado com uma tela curvada e um furo circular para abrigar uma câmera frontal.

Já a versão mais potente manterá o design de bordas ainda mais curvadas do Mate 30 Pro, além de um furo no canto da tela no formato de pílula, provavelmente para agrupar duas câmeras para selfie.

Espera-se que a linha Mate 40 seja anunciada no fim de setembro, pouco tempo depois do lançamento do Galaxy Note 20 e da família iPhone 12. No entanto, não se sabe quanto os impactos das sanções impostas pelo governo de Donald Trump afetou a produção dos smartphones. Segundo rumores mais recentes, a Huawei havia pedido a seus fornecedores que interrompessem a fabricação de componentes para seu novo topo de linha.

Fonte: The Elec; OLED-info  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.