Em teste, Xiaomi Mi 5 sai ileso após ser "torturado" por serrote e furadeira

Por Redação | 04.04.2016 às 09:00
photo_camera Divulgação

Colocar os smartphones mais potentes do mercado em provas de resistência não é novidade, mas você certamente não viu o teste a seguir feito com o Xiaomi Mi 5.

Anunciado em fevereiro durante o Mobile World Congress (MWC), o novo celular da fabricante chinesa passou por uma verdadeira prova de fogo ao ser submetido a alguns experimentos nada convencionais. Entre eles ser arranhado por facas, objetos usados em construções, serrote e até por uma furadeira. E mesmo que o vídeo pareça ter sido gravado de forma ensaiada, o aparelho saiu intacto, sem um arranhão sequer.

De acordo com a Xiaomi, essa resistência fora de série se dá por conta do material utilizado na fabricação do componente. Trata-se de um acabamento batizado de "cerâmica 3D" que, além de dar mais elegância ao design do dispositivo, oferece mais durabilidade. Até ser implantado no telefone, o componente passa por um processo de 16 fases até chegar em sua composição final, e custa 75% mais caro que outras versões do Mi 5 sem corpo de cerâmica.

O vídeo foi conduzido pelo usuário Alex Wang, do YouTube. Assista:

O Xiaomi Mi 5 possui tela Full HD de 5,15 polegadas, processador Snapdragon 820 quad-core SoC de 64-bit, GPU Adreno 530, 4 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno. Vem ainda com bateria de 3.000 mAh, câmera traseira de 16 MP e frontal de 4 MP, suporte para dois cartões SIM e leitor de impressões digitais.

Todos os modelos do Mi 5 começaram a ser vendidos no início de março na China. Os preços variam entre US$ 300 (R$ 1,2 mil), para a versão mais simples, US$ 350 (R$ 1,4 mil), para o modelo intermediário, e US$ 400 (R$ 1,6 mil), para o aparelho com corpo de cerâmica. Durante o período de pré-venda, em fevereiro, 14,4 milhões de pessoas se mostraram interessadas em adquirir o gadget.

Fonte: Alex Wang (YouTube) via 9to5Google