Com sensor, Apple quer melhorar realidade aumentada no iPhone

Por Redação | 14 de Novembro de 2017 às 13h32
photo_camera Digital Trends

A geração 2019 do iPhone pode contar com um novo sensor em sua câmera traseira, trazendo aplicações aprimoradas de realidade aumentada ao aparelho. É isso o que aponta um rumor publicado nesta terça-feira (14), que indica um trabalho dedicado da Apple na construção de uma nova solução que melhore essa característica.

O novo sistema seria diferente do que temos hoje no iPhone X. A tecnologia presente no aparelho e usada para reconhecimento facial, a TrueDepth, utiliza uma comparação das imagens obtidas a partir das duas câmeras, analisando 30 mil pixels de forma simultânea e obtendo os dados relativos à profundidade por meio da distorção destes pontos. Na novidade, os lasers são a resposta para esse trabalho.

Utilizando uma combinação de algoritmos com um sistema de luz, o iPhone seria capaz de calcular a distância entre objetos e a profundidade da cena retratada pelo tempo que o laser leva para atingir um destino e retornar ao sensor. É uma tecnologia chamada “time of flight”, que também é usada em pesquisas com carros autônomos, robótica e avaliações topográficas, por exemplo.

Nas próximas gerações de iPhones, ela estaria presente apenas na dupla de câmeras da parte traseira, com a tecnologia TrueDepth vindo para ficar na frontal. Isso também indica que a Apple não estaria disposta a abandonar o reconhecimento facial como método de autenticação para os aparelhos, mesmo diante dos problemas encontrados no lançamento da mais recente versão do dispositivo.

A tecnologia ainda estaria em seus estágios iniciais de desenvolvimento, por isso, a expectativa é de que ela só dê as caras em 2019. Além disso, os rumores se juntam a outros boatos, como os que falam sobre o lançamento de óculos de realidade aumentada, pelas mãos da Apple, que estaria estudando uma solução de produtividade e recursos gráficos semelhante ao Hololens, da Microsoft.

Por enquanto, porém, nada de informação oficial. Como sempre acontece, a Apple mantém o silêncio quando o assunto é tecnologia em desenvolvimento, não falando, por motivos óbvios, sobre as próximas gerações de seus dispositivos. Caso os rumores estejam corretos, ainda temos pelo menos dois anos pela frente antes de a tecnologia chegar às nossas mãos.

Fonte: Bloomberg

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.