Apple envia ameaças jurídicas para leakers e criadores de conteúdo

Apple envia ameaças jurídicas para leakers e criadores de conteúdo

Por Bruno Bertonzin | Editado por Wallace Moté | 24 de Junho de 2021 às 14h10
Concept Creator/LetsGoDigital

Alguns leakers e criadores de conteúdo sobre dispositivos da Apple começaram a receber “ameaças” da empresa nas últimas semanas. Segundo relatos, a Gigante de Cupertino contratou um escritório de advocacia para lidar especificamente com esses casos e alguns nomes bem conhecidos do universo tech já começaram a receber alertas.

De acordo com os detalhes, a empresa quer que os leakers parem de divulgar supostas informações sobre os produtos da marca antes de seus lançamentos. Uma das pessoas que receberam a “ameaça” foi um tipster conhecido como “Kang”, que publica muitas informações antecipadas — e quase sempre assertivas — sobre novos dispositivos da Apple em sua página na rede social Weibo.

Segundo o portal Apple Track, Kang tem um índice de 96,3% de acertos em seus vazamentos relacionados aos produtos da marca — o leaker com o melhor índice, de acordo com o site. Em seu perfil, Kang comentou sobre a carta que recebeu e o alerta emitido pela Apple. Veja, abaixo, um trecho da mensagem (traduzida automaticamente):

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

“Novas conquistas hoje. Recentemente, a Apple contratou um escritório de advocacia para enviar algumas cartas em lotes, e eu também recebi esse lote de coisas, o conteúdo provavelmente é, não publicamos coisas, você não pode divulgar na Internet, isso vai dar informações efetivas para os concorrentes da Apple, e também será enganoso para consumidores, porque o que é divulgado pode não ser preciso.”

O leaker também comentou que nunca publicou fotos não reveladas de produtos da Apple e que também não vende informações antecipadas sobre produtos da Apple e que a maioria de seus vazamentos aparecem em publicações no Weibo. No entanto, Kang parece que vai atender ao pedido da Apple e disse que não publicará mais rumores no futuro.

Apesar de seu ótimo histórico de acertos, Kang não divulgou muitas informações neste ano e, desde abril, não publica nada sobre a empresa em seu perfil.

Além dele, o popular criador de conceitos Jermaine Smit também recebeu um alerta. Em seu perfil no Twitter, o designer revela que também foi notificado para parar de criar materiais sobre os produtos da marca.

“Lembra do Airpod Max que eu fiz para o Jon Prosser? Parece que um escritório de advocacia holandês está tentando me contatar sobre isso e, bem, eles querem que eu pare de fazer isso e que a Apple pode me aplicar uma multa, mas eles podem adiar caso eu prometa parar de fazer isso.”

“Então finalmente uma resposta dos advogados sobre os vazamentos da Apple. Eles estão insistindo nessa história, que eu devo parar, mesmo que eu não faça vazamentos e que nunca serei um leaker.”

Xiaomi também já agiu contra vazamentos de produtos

Antes do lançamento oficial do Mi 10 Ultra, outro leaker no Weibo, identificado como @Beautiful科技官微, publicou um vídeo completo de unboxing do celular flagship da marca. Na ocasião, ele recebeu uma ação judicial da empresa e teve que se desculpar publicamente por ter publicado o material antes do smartphone ser oficializado.

Na carta pública, o responsável pelo vazamento pede desculpas e disse que violou um acordo de confidencialidade que ele tinha com a empresa. No entanto, o caso não ficou por aí e, além da mensagem, a Xiaomi também multou o responsável em CN¥ 1 milhão — cerca de R$ 760,7 mil.

Em sua defesa, apesar de não conseguir escapar de pagar a quantia, o leaker explicou que, na verdade, quem publicou o vídeo foi sua mãe, que, por sua vez, informou que não sabia que havia um acordo de confidencialidade entre o filho e a empresa e que viu o vídeo no em seu computador, mas não sabia quando era pra ser enviado, mas que postou acidentalmente em um grupo.

Fonte: iMore, Gizchina

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.