Android 12 vai facilitar consideravalmente a atualização do sistema

Android 12 vai facilitar consideravalmente a atualização do sistema

Por Diego Sousa | 26 de Novembro de 2020 às 16h20
Daniel Romero/Unsplash

O Google parece querer tornar o processo de atualização do sistema operacional muito mais fácil para os usuários de Android. Um desenvolvedor do site XDA-Developers encontrou evidências de que a dona do robozinho pretende converter o Android Runtime (também conhecido como ART) em um módulo do Projeto Mainline, permitindo que seja possível enviar atualizações para os principais componentes do sistema através da Play Store.

Resumidamente, o Android Runtime é o sistema de execução padrão para dispositivos que rodam as versões do Android posteriores ao 5.0. Ele é responsável por oferecer diversos recursos que prometem melhorar o desempenho e a estabilidade da plataforma e dos apps Android, sendo uma das principais funções para manter o bom funcionamento do Android como você utiliza no seu smartphone.

De acordo com as informações, a ideia do Google seria converter esse sistema em um módulo do Projeto Mainline, uma solução da empresa anunciada em 2019 que busca acelerar o ritmo de atualizações de sistema e segurança por meio da disponibilização delas dentro da Play Store.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Para uma atualização ocorrer, muitas partes precisariam estar envolvidas no processo (Foto: Reprodução/XDA-Developers)

Ela espera fazer isso reduzindo ainda mais a participação das fabricantes de smartphones (OEMs), como LG e Samsung, no fornecimento de atualizações aos principais componentes do sistema, trazendo a maior responsabilidade de volta para o Google. No passado, a empresa sofria bastante com a fragmentação do sistema Android, já que dependia de muitas partes para uma atualização acontecer, como as OEMs, operadoras de telefonia, fornecedor de SoC.

Na prática, isso significa que, ao tornar o ART um módulo Mainline obrigatório nos smartphones, o próprio Google poderia manter o controle sobre o envio de atualizações de segurança aos dispositivos, sem depender do cronograma que as empresas atualmente fornecem aos seus aparelhos.

O Google, por exemplo, tem total controle sobre a linha Pixel, fornecendo updates mensais aos celulares por, em média, três anos. No entanto, o mesmo não acontece com a Samsung e alguns dos seus modelos intermediários e básicos, que ganham atualizações trimestrais. Nem é preciso falar que a demora em atualizar os aparelhos os fazem mais vulneráveis a vírus e outros males digitais.

Até o momento, o Google não confirmou a informação. Mas ficamos na expectativa de que isso aconteça, pois seria uma mudança muito bem-vinda para os usuários de smartphones, principalmente os mais básicos que não têm muita atenção das fabricantes.

Fonte: XDA-Developers  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.