Motorola anuncia Moto E e Moto G 4G oficialmente no Brasil

Por Pedro Cipoli | 13.05.2014 às 13:18 - atualizado em 13.05.2014 às 13:32

Em um evento realizado nesta terça-feira (13) em São Paulo, a Motorola, empresa que hoje pertence à Lenovo, anunciou oficialmente o Moto E, modelo que passa ser o representante mais básico da nova linha de smartphones da empresa.

Antes de mergulharmos nas especificações, o que nos chamou a atenção no modelo, que já apareceu à venda na Fast Shop na semana passada e foi retirado do ar logo em seguida, foram quatro características que farão bastante sucesso aqui no Brasil: suporta a 2 chips simultâneos, suporte a rádio FM, preço inicial bastante baixo (R$ 539) e suporte a televisão digital, algo especialmente interessante considerando que há uma Copa do Mundo chegando.

Moto E

As especificações do Moto E são básicas, com cerca de metade do poder de processamento do Moto G. Apesar disso, levando em consideração a faixa de preços que ele se insere, elas são capazes de atender bem uma boa parcela de usuários. O novo gadget vem com um processador Snapdragon 200 com dois núcleos rodando a 1,2 GHz e 1 GB de memória RAM, 4 GB de memória interna que pode ser expandida através de cartões micro SD de até 32 GB e Android 4.4 KitKat de fábrica.

Moto E

Se pararmos para pensar, as especificações do Moto E são praticamente as mesmas do Galaxy S2 quando ele foi lançado por aqui. O resto da lista inclui uma câmera de 5 megapixels na parte traseira, que nos pareceu ligeiramente inferior à câmera do Moto G e uma bateria de 1.980 mAh. Naturalmente, devido ao preço (R$ 539), não há câmera frontal e não há conectividade 4G, mesmo porque não é um recurso interessante para o público-alvo do aparelho.

Moto E

Por falar em 4G, a empresa também aproveitou o evento para anunciar o lançamento de uma versão 4G do Moto G, smartphone que foi um dos modelos mais bem sucedidos não só da Motorola, mas do mercado de smartphones básicos em geral. O preço é ligeiramente maior, agora R$ 799, mas nesse caso estamos falando de um modelo que tem especificações de sobra para a faixa de preços onde está posicionado com 4G, algo difícil de bater. O Moto G continuará sendo vendido pelos mesmos preços, nas versão dual-chip, Colors e Music.

Moto E

A Motorola também corrigiu a principal falha (ou a única, segundo muitos usuários) do Moto G na versão 4G: adicionou o suporte a cartões micro SD de até 32 GB. Antes disso o modelo ficava restrito somente à memória interna de 8 ou 16 GB do aparelho. Nas próximas semanas receberemos o Moto E para analisarmos e teremos a oportunidade de testar cada um dos recursos dele. Fique ligado!