Apple usou efeitos visuais para deixar iPhone 6 mais fino

Por Redação | 12 de Setembro de 2014 às 17h50

Quem viu a apresentação da Apple deve ter se impressionado com a “finura” do iPhone 6, que nas imagens exibidas no evento pareceu ter menos do que a metade do tamanho des seus antecessores. Os novos modelos de smartphones da Maçã realmente são menores, mas de acordo com as informações oficiais, a redução não chega a 10%. O restante é apenas impressão, baseada em efeitos visuais.

Como dá para perceber na imagem publicada pelo Qz.com, uma manipulação na luz que incide sobre os aparelhos, sozinha, já foi capaz de modificar um pouco o aspecto deles. O iPhone 5 é iluminado pelas laterais, enquanto seus sucessores são focados diretamente, dando destaque às bordas de metal que, com suas laterais curvadas, dão a impressão de que se trata de um celular bem mais “magro”.

iPhone 6 tamanho

Além disso, a cor de fundo da apresentação foi estrategicamente selecionada e há uma razão para isso ter acontecido. Ela se mistura com o vidro preto dos celulares, dando a impressão de que eles são um só e ocultando ainda mais as dimensões do celular. A Apple também não leva em conta o fato da lente da câmera digital ser saltada para fora, o que aumentaria ainda mais a espessura do iPhone 6.

É uma tática comum em apresentações para a imprensa, já utilizada antes pela própria Apple e também por outras companhias. Mesmo assim, no caso de uma empresa como a Apple, que vive cercada de expectativas, é um fator que rapidamente tomaria as manchetes dos sites de tecnologia, mostrando que nem sempre as grandes inovações anunciadas realmente são compatíveis com os aparelhos reais.

Oficialmente, o iPhone 6 é 9,2% mais fino que a geração anterior. A versão tradicional do celular tem 6,9 mm de espessura, enquanto a edição Plus, com tela maior, tem 7,1 mm. Em ambos os casos, o tamanho é menor que o do iPhone 5, que apresenta 7,6 mm no mesmo quesito.

Os novos celulares da Apple chegam às lojas de países como Reino Unido, Estados Unidos, Japão e outros no dia 19 de setembro. A empresa promete liberar o aparelho em mais de uma centena de territórios até o fim do ano, mas por enquanto, ainda não revelou as datas específicas para o Brasil.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.