Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Justiça 2 | Quem é quem na nova série do Globoplay

Por| Editado por Durval Ramos | 11 de Abril de 2024 às 10h20

Link copiado!

Divulgação/Globo/Estevam Avellar
Divulgação/Globo/Estevam Avellar

Vem aí Justiça 2, série do Globoplay que chega nesta quinta-feira (11) ao catálogo da plataforma. Parte de um projeto antológico da emissora que teve sua primeira temporada lançada em 2016, a segunda temporada chega ao streaming com novas histórias, que prometem levantar discussões, fazer refletir e emocionar os telespectadores, assim como a produção original.

Escrita por Manuela Dias — que também esteve à frente da Justiça original — e com direção artística de Gustavo Fernandez, a série repetirá e mesma fórmula da primeira temporada, trazendo a tona a história de quatro pessoas que, por diferentes motivos, foram presas na mesma noite e libertas sete anos depois.

Continua após a publicidade

Muitas formas de justiça

Com foco no antes e no depois do encarceramento, a série acompanha o processo dessas pessoas em sua volta para casa e na busca por justiça que elas e outros personagens da série empreendem a partir daí. Uma procura, no entanto, que não é exatamente aquela ligada ao dos processos judiciários.

Justiça 2 não é uma série focada em questões judiciais. Ela é focada naquilo que a gente acredita que é a justiça, no conceito e na esperança de uma justiça. A gente acredita tanto em justiça que, quando a da Terra falha, nós acreditamos que haverá uma justiça divina”, explicou a autora Manuela Dias na coletiva de imprensa sobre o lançamento da série.

De acordo com a autora, no entanto, esse tema central se ramifica em vários outros assuntos, intrinsecamente ligados aos sentimentos, desejos, ações e histórias vividas por aqueles que estão em busca desse tipo de reparação.

“A questão da justiça se abre em muitos outros pontos. [...] Ela caminha com várias outras questões como a vingança, a possibilidade de perdão. A série trafega muito mais em questões éticas, se propondo a investigar a vida dos personagens depois da Justiça já ter 'mordido o seu pedaço' e de como eles se recompõem após tudo isso”, explicou.

As paisagens do Distrito Federal

Diferente da primeira temporada, transmitida na TV aberta e ambientada em Recife, Justiça 2 estreará direto no Globoplay e terá como pano de fundo os cenários de Brasília e Ceilândia, no Distrito Federal. A localidade, assim como aconteceu em 2016, promete ser um personagem extra da série, incorporando muito de sua vivência e dinâmica nas histórias apresentadas.

Continua após a publicidade

Ceilândia, em específico, região mais populosa do DF e onde foram gravadas a maioria dos episódios, promete ser fundamental para entendermos que tipo de narrativas a série pretende retratar.

De acordo com Manuela Dias, o local cheio de identidade cultural serve como contraplano histórico daquilo que normalmente é visto pela sociedade, ajudando a mostrar histórias não contadas ou até mesmo silenciadas de personagens achatados por suas funções sociais — como é o caso do motoboy Balthazar (Juan Paiva) e da manicure Geíza (Belize Pombal)

Quatro novas histórias

Continua após a publicidade

Dois personagens da série, Balthazar e Geíza encabeçam, ao lado de Jayme (Murilo Benício) e Milena (Nanda Costa), as quatro histórias centrais e independentes do show. Contadas ao longo de 24 episódios ambientados em 2016, quando as prisões ocorrem, e em 2023, quando os personagens saem da cadeia, elas se interligam conforme a produção avança.

Balthazar

Continua após a publicidade

Vivido por Juan Paiva, Balthazar é um jovem motoboy criado pela avó que sempre fez questão de ser muito honesto e dedicado em tudo o que se propõe. Um dia, no entanto, ele é demitido do restaurante em que trabalha pelo genro de seu patrão e, em busca de seus direitos como trabalhador, acaba sendo acusado injustamente de um assalto que não cometeu.

Preso por sete anos, ele sai da cadeia auxiliado por Cassiano (Luciano Mallmann), um ex-atleta vítima de um ataque homofóbico praticado pelo mesmo homem que causou sua desgraça.

Geíza

Continua após a publicidade

Interpretada por Belize Pombal, Geíza é uma mulher preta e periférica que luta para viver com dignidade ao lado de sua filha, Sandra (Gi Fernandes). Tudo muda, no entanto, com a chegada de um traficante na favela, que transforma sua vida em um inferno ao manter uma caixa de som no alto ligada todo dia.

Após meses nessa situação, Geíza decide confrontar o playboy, mas acaba acidentalmente matando-o para defender Sandra. Acusada de assassinato, ela é encarcerada por sete anos e vê a filha se tornar moradora de rua e, para sobreviver, se envolver em um esquema de lavagem de dinheiro.

Jayme

Continua após a publicidade

Vivido por Murilo Benício, Jayme é um empresário bem-sucedido, que provém todo o sustento de sua família com um supermercado em Ceilândia. Abusador que, por anos, estuprou a sobrinha adolescente, ele é acusado do crime por Carolina (Alice Wegmann), quando a garota se torna mais velha e toma coragem para denunciá-lo.

Encarcerado por sete anos, ele sai da prisão desejando refazer sua vida, enquanto sua família, que tomou com descaso a notícia da sobrinha, o apoia de olho em seu dinheiro.

Milena

Continua após a publicidade

Interpretada por Nanda Costa, Milena é uma jovem que vive de cometer pequenos delitos, ainda que seu grande sonho seja o de ser cantora. Um dia, porém, ela rouba o carro de uma grande empresária, sem saber que um homem estava preso e agonizando no porta-malas.

Acusada de assassinato, ela pega sete anos de cadeia e, quando sai da prisão, vai atrás de Jordana (Paolla Oliveira), a verdadeira assassina com quem passa a viver um romance.

Justiça 2 chega nesta quinta-feira (11) no Globoplay. Na ocasião, quatro episódios estarão disponíveis no streaming, com os outros 20 sendo lançados quatro por semana, sempre às quintas-feiras.