WhatsApp, Telegram e Signal: qual deles protege melhor a sua privacidade?

WhatsApp, Telegram e Signal: qual deles protege melhor a sua privacidade?

Por Felipe Gugelmin | Editado por Claudio Yuge | 01 de Junho de 2021 às 19h30
Divulgação/ESET

Com a mudança recente dos termos de uso do WhatsApp, que passou a ceder mais dados ao Facebook, muitos usuários preocupados com a privacidade passaram a procurar alternativas mais seguras. Nesse contexto, nomes como Telegram e Signal passaram a ganhar destaque (e usuários) ao prometer serem menos invasivos, ao mesmo tempo em que mantém funcionalidades de comunicação semelhantes.

Para conferir se os apps realmente são diferentes entre si, a ESET realizou uma pesquisa que levou em consideração a quantidade de dados deletados, solução de criptografia utilizadas e o uso de proteções de dados em duas etapas. Além disso, foi analisada a possibilidade de programar mensagens para se autodestruírem depois de certo tempo, apagando os rastros deixadas por elas.

Imagem: Divulgação/ESET

Dentro desses quesitos, o WhatsApp surge como o mais completo do ponto de vista de funcionalidades, mas o mais preocupante em relação à privacidade. Além de compartilhar diversos dados com o Facebook (que os usa para exibir anúncios publicitários), o comunicador possui um sistema de destruição de mensagens que só funciona após 7 dias.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Em seu favor, o app possui criptografia de ponta a ponta para as mensagens (o que não se aplica aos metadados) e sistemas de proteção por PIN e impressões digitais que também são vistos nos demais. Já o Telegram coleta menos dados, mas reserva a criptografia ponta a ponta somente para mensagens enviadas de modo secreto (as comunicações regulares também são criptografadas entre o cliente e o servidor com o protocolo do próprio app), enquanto o Signal traz mais recursos de segurança, mas pode não trazer todas as funcionalidades esperadas pelos usuários.

Vantagens e desvantagens dos aplicativos

  • WhatsApp: possui criptografia ponta a ponta de mensagens, mais recursos e uma maior base de contatos. Em compensação, compartilha muitos dados com o Facebook e não criptografa metadados que podem expor detalhes dos usuários;
  • Telegram: possui criptografia ponta a ponta somente nas mensagens secretas, traz soluções para autodestruir mensagens e recursos semelhantes aos do WhatsApp coletando uma quantidade menor de dados e permitindo o uso em outras máquinas sem a necessidade de usar dados telefônicos;
  • Signal: é a solução mais completa do ponto de vista da segurança, garantindo a privacidade de seus usuários. Em compensação, ainda possui uma baixa quantidade de adesões (o que pode dificultar encontrar contatos) e não conta com tantos recursos de comunicação quanto os demais.

Entre as vantagens apresentadas pelo Signal, segundo a ESET, está o fato de ele permitir tornar anônimos endereços de IP durante chamadas de vídeo, bem como enviar mensagens sem revelar dados do número do telefone ou perfil do remetente. No entanto, não há exatamente um alerta sobre o uso dos demais aplicativos, mas sim a recomendação de que todos os sistemas de segurança oferecidos devem ser ligados e que os usuários precisam ficar atentos aos termos de serviço que assinam para garantir a proteção de seus dados.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.