Siga o @canaltech no instagram

Órgão britânico revela lista com as senhas mais utilizadas no mundo

Por Rafael Rodrigues da Silva | 22 de Abril de 2019 às 18h37
PirenX/Depositphotos

Na última sexta-feira (20) o Centro Nacional de Segurança Cibernética (NCSC), um órgão governamental do Reino Unido criado para ajudar órgãos públicos e empresas privadas a garantirem a segurança de seus dados virtuais, divulgou quais são as senhas mais comuns ao redor do mundo.

O levantamento foi feito a partir da base de dados do site Have I Been Pwned, que foi criado pelo especialista em segurança digital Troy Hunt para ajudar qualquer pessoa a descobrir se alguma de suas senhas foi tornada pública por algum grande vazamento de dados. Assim, a base de dados para o levantamento dessas senhas leva em conta alguns dos grandes e mais famosos vazamentos dos últimos anos, como os que aconteceram com a base de dados do Yahoo e do Facebook.

A análise mostrou que, ainda que a internet já seja uma parte importante da vida da maioria da população mundial, as pessoas até hoje não entendem a importância de se ter uma senha realmente segura. Como esperado, a senha mais comum no mundo é “123456”, usada para acessar 23,2 milhões de contas e serviços online ao redor do mundo. E a segunda senha mais escolhida pelos usuários globalmente é uma variação um pouco maior da mesma ideia, com 7,7 milhões de contas podendo ser acessadas pela senha “123456789”.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O restante do top 5 das senhas mais comuns é completado por: “qwerty” (as seis primeiras letras do teclado tradicional dos computadores), usado por 3,8 milhões de contas; a palavra “password” (“senha” em inglês), que é utilizada em 3,6 milhões de contas; e “111111”, usado em 3,1 milhões de contas.

A maior parte das senhas utilizadas que compõem o top 20 utiliza uma mistura de números e letras que seguem a mesma lógica das cinco mais utilizadas, como “abc123”, “000000” ou “password1”. Mas é curioso notar como algumas expressões e palavras comuns conseguiram se sobressair nessas posições mais elevadas. Um exemplo disso é “iloveyou” (“euteamo” em português) que aparece como a 14ª senha mais usada, enquanto as palavras “monkey” (“macaco” em português) e “dragon” (“dragão” em português) fecham o top 20 na 19ª e 20ª posição, respectivamente.

A lista da NCSC consta quais são as 100 mil senhas mais usadas em serviços online ao redor do mundo, mas não fornece os dados exatos de quantas vezes essas senhas foram usadas — apenas alguns que o órgão achou curioso.

Por exemplo, “ashley” e “michael” são os nomes próprios mais utilizados como senhas, cada um deles sendo utilizado em pouco mais de 400 mil contas. Outro tipo de senha comum é relacionado a bandas e grupos musicais: “blink182” foi usado como senha por mais de 285 mil pessoas, enquanto artistas como “50cent” (191.153 contas), “eminem” (167.983), “metallica” (140.841) e “slipknot” (140.833) completam o top 5 das senhas musicais.

Outro tema comum para senhas são personagens da cultura pop, e quem domina é “superman”, usado por 333.139 contas, seguido por “naruto” (242.749 contas), tigger (o Tigrão da turma do Ursinho Pooh, usado em 237.290 contas), “pokemon” (226.947 contas) e “batman” (203116).

Times de futebol também são uma escolha muito comum entre os usuários, e o estudo da NCSC, por ser um órgão britânico, deu maior atenção aos times da Premier League (campeonato inglês), chegando com o Liverpool sendo o time inglês mais usado pelos internautas como senha (e também a equipe esportiva mais usada como senha no mundo, na 109ª colocação), seguido por “chelsea”, “arsenal”, “manutd” e “everton”. Já se formos considerar esportistas no geral, a mais comum é “jordan23” (que faz menção à Michael Jordan, jogador de basquete que usava a camisa 23 no Chicago Bulls), que aparece na posição 82.

Mas os times brasileiros também aparecem na lista. Entre os vinte times que fazem parte do chamado Clube dos 13 (organização dos maiores e mais tradicionais times do país, que na fundação possuía treze membros e hoje já conta com vinte), o Santos é o clube mais utilizado como senha, ocupando a posição 1.713 da lista. Os outros times brasileiros que aparecem entre as 100 mil senhas mais utilizadas é o Flamengo (na posição 5.138), Palmeiras (11.311), São Paulo (13.290), Bahia (16.825), Grêmio (19.898), Botafogo (23.543), Vasco (24.531), Corinthians (27.724), Cruzeiro (28.425), Internacional (34.756) e Fluminense (50.813). Seis membros do Clube dos 13 (Atlético MG, Atlético PR, Coritiba, Goiás, Guarani e Portuguesa) não aparecem na lista das cem mil senhas mais usadas, e os últimos dois membros (Sport e Vitória) não puderam ser computados por conta de seus nomes: “Sport” é, literalmente, “esporte” em inglês, e existem centenas de resultados que utilizam a palavra de algum modo, enquanto no caso de “Vitória” é impossível de separar quando as menções ao clube daquelas que fazem menção ao nome próprio feminino Vitória ou ao ato de vencer.

Para se comparar o quão dominante é o uso de "santos" como senha, a palavra "admin", considerada pelo consenso geral como uma das senhas mais comuns do mundo, aparece quase 200 posições depois do time que revelou Pelé e Neymar.

Mas os números mostrados aqui não exatamente inferem no número de pessoas que os utilizam ao redor do mundo, apenas no número de contas. Isso porque uma das coisas mais comuns é a reutilização da mesma senha para diversas contas, então alguém que tenha “123456” como senha pode não costumar usá-la apenas em seu e-mail pessoal, mas também em diversos outros serviços, como Facebook, Instagram e Netflix. Essa reutilização é algo que diminui ainda mais a segurança desse usuário, pois qualquer um que conseguir descobrir essa senha conseguirá acessar basicamente toda a vida online dele.

De acordo com o Dr. Ian Levy, diretor técnico da NCSC, a melhor forma de criar uma senha relativamente segura e fácil de ser lembrada é combinando três ou quatro palavras aleatórias mas que sejam fáceis de ser lembradas. Por exemplo, uma senha “rexlaranjaventilador” poderia combinar três coisas fáceis de lembrar (o nome de um suposto cachorro, um suposto suco preferido e um eletrodoméstico de uso recorrente) do que usar nomes de personagens de TV ou do time de futebol de sua preferência. Quem quiser criar senhas mais seguras, terá de partir para o uso de números, caracteres especiais e letras maiúsculas.

Caso queira acessar a lista completa com todas as cem mil senhas, é possível encontrá-la na base de dados da NCSC.

Fonte: NCSC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.