Malware Tekya volta a infectar a Play Store e atinge 56 apps

Por Felipe Ribeiro | 25 de Março de 2020 às 16h00
Reprodução

Por mais que a Google tenha tomado atitudes quanto à segurança da Play Store, as invasões seguem acontecendo na loja de aplicativos da empresa. Uma análise do pessoal da empresa de segurança Check Point mostra que o malware chamado Tekya afetou 56 aplicativos que, juntos, reúnem mais de um milhão de downloads dentro da plataforma, mesmo depois de já ter sido removido no início de março. O efeito colateral para quem era "infectado" inclui fraudes e colhimento de dados pessoais.

O Tekya conseguiu passar despercebido pelas ações antimalware do Google, incluindo o Google Play Protect, porque se escondeu no código nativo do Android — projetado para ser executado apenas nos aparelhos com esse sistema operacional. O malware imitou as ações do usuário para clicar em anúncios e banners de agências como AdMob, AppLovin', Facebook e Unity. Os aplicativos afetados incluíam utilitários como apps de culinária, calculadoras e programas infantis, como joguinhos e quebra-cabeças, entre outros.

Apesar da pequena quantidade de apps infectados, essa nova invasão do Tekya mostra que as medidas do Google não são infalíveis. Para evitar isso, a Check Point recomenda que os usuários mantenham sempre seus dispositivos atualizados com os patches de segurança mais recentes, além da instalação de antivírus confiáveis.

Se você percebeu alguma alteração em seu smartphone e foi afetado por esse malware, deixe nos comentários!

Fonte: Engadget

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.