FBI força suspeito de pedofilia a desbloquear iPhone X usando FaceID

Por Natalie Rosa | 01 de Outubro de 2018 às 10h24
Reprodução

Com um mandado de busca em mãos, o FBI invadiu a casa de Grant Michalski em agosto deste ano em busca de provas do envio e recebimento de material de pornografia infantil. O documento, que contava com detalhes do crime, permitiu que os oficiais pudessem investigar seu computador e iPhone X.

Aproveitando a tecnologia de reconhecimento facial do smartphone da Apple, os agentes forçaram o criminoso, residente da cidade de Columbus, no estado norte-americano de Ohio, a desbloquear o aparelho utilizando o FaceID. Segundo o FBI, eles colocaram o dispositivo no modo avião e fizeram a busca entre arquivos e pastas, onde encontraram as imagens.

O caso marca o início de uma nova tendência na busca por provas em dispositivos de acusados. Como nota o The Verge, com a chegada do Touch ID, por exemplo, muitos suspeitos tiveram seus aparelhos desbloqueados com o recurso.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.