Facebook pode acessar seus dados mesmo se você não tiver conta na rede

Por Wagner Wakka | 28 de Março de 2018 às 14h44
Reprodução
Tudo sobre

Facebook

Segurança de dados na internet é um assunto que voltou à tona entre os meios de tecnologia. Grande parte disso é por conta do recente caso em que Facebook é acusado do vazamento de dados de 50 mil milhões de usuários da rede social. Para fugir de ter seus dados monitorados, basta não ter uma conta ou deletar a sua da rede?

A resposta imediata é: não. Isso acontece por conta de um produto chamado Facebook Audience Network, ou "rede de audiência do Facebook", em tradução literal. Esta ferramenta une publicidade e análise de audiência da rede social em uma plataforma só. Com isso, desenvolvedores conseguem utilizar o produto para não somente publicar suas campanhas, mas ter acesso a dados do usuário.

Dessa forma, mesmo que você não esteja mais na rede, suas ações ainda passam a ser monitoradas por apps parceiros desta rede. A função do Facebook é de analisar os dados e devolver estratégias de comunicação para os desenvolvedores. Em troca disso, quando o usuário fornece permissão de compartilhamento de dados com o app, estas informações são fornecidas também ao Facebook.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Isto está explicitamente escrito nas políticas de privacidade do Facebook: “Informações de sites e apps que usam nosso serviço: Nós coletamos informação quando você visita um site ou app terceiro que usa nosso serviço (isso quer dizer que quando ele oferece nosso botão Like ou log in pelo Facebook ou usam alguns de nossos serviços de monitoramento e publicidade). Isso inclui informação sobre os sites e apps que você visita, seu uso de nossos serviços ou daqueles sites ou apps, bem como informações que desenvolvedores e publicadores dos sites ou apps oferecem para você ou para nós”.

O Adguard fez uma pesquisa recente para entender como que estas informações são transferidas dentro desta lógica. O site analisou, com base em uma plataforma automatizada, os principais aplicativos da Google Play, instalando em um dispositivo e analisando tráfego e código. Ao todo, foram baixados 2.556 apps para o estudo.

Com isso, o grupo descobriu que 88% dos apps se conectam a servidores terceirizados e 41% utilizam o serviço Facebook Audience Network. Um dos dados mais alarmantes ainda é o de que nenhum aplicativo deixou explícito ou pediu permissão ao usuário sobre o caminho que esta informação poderia percorrer.

Pesquisa mostra parcela de apps que compartilham informações com empresas (Imagem: AdGuard)

O time descobriu também que não é apenas o Facebook que utiliza este método para adquirir informações do usuário. Na análise, serviços da Google como Crashlytics e Double Click, semelhantes a Facebook Audience Network, apareceram em 65% dos apps. Contudo, é importante ter em mente que este estudo foi feito somente na Google Play, sem considerar outras lojas de aplicativos e serviços na web.

A terceira maior empresa apontada na pesquisa é o Yahoo, com 11% de uso de dados. Ainda aparecem na lista Twitter (4%) e Alibaba (3%). Caso você tenha um adblock instalado em seu celular, ao proibir o domínio graph.facebook.com, suas informações deixam de ser compartilhadas, pelo menos com o Facebook Audience Network.

Fonte: AdGuard

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.