Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Como o Zoom protege crianças em sua plataforma de reuniões online

Por| Editado por Claudio Yuge | 08 de Fevereiro de 2022 às 20h00

Link copiado!

Reprodução/Compare Fibre/Unsplash
Reprodução/Compare Fibre/Unsplash

Nessa terça-feira (8) comemora-se o Dia da Internet Segura, data criada para educar a população sobre possíveis riscos que existem na rede mundial de computadores. Aproveitando o momento, o Zoom, empresa responsável por um dos apps de reunião online mais usados no mundo, compartilhou com o Canaltech como controla e protege seus usuários, em especial crianças e adolescente.

À medida que a base de clientes do Zoom se expandiu após a pandemia do COVID-19, também aumentaram os casos de uso da plataforma com escolas, empresas, organizações de saúde e outros grupos que optaram por adaptar e modernizar seus serviços por meio da tecnologia da empresa, que também adaptou sua equipe de Confiança e Segurança para saber lidar com novas demandas proporcionadas pelo cenário.

Parte desses esforços se deram a partir do recrutamento de membros experientes para equipe, que também fossem comprometidos com a adaptação de processos às novas demandas do cenário pandêmico, principalmente relacionados ao uso da plataforma em aulas online para criança e adolescentes, parcela da população que, muitas vezes, é mais vulnerável aos perigos digitais.

Continua após a publicidade

Proteção de crianças e adolescentes no Zoom

O Zoom afirma que sua equipe de Confiança e Segurança estabeleceu um ciclo de feedback com a equipe de engenharia para que eles possam inovar com intenção e criar recursos necessários para ajudar a proteger os usuários do Zoom.

Entre os recursos, estão alguns que podem ser utilizados e implantados facilmente em salas de aula online, protegendo os alunos mesmo a distância. Confira: :

  • Notificador de reunião em risco: Projetado para identificar proativamente quaisquer problemas com a privacidade da reunião, esta ferramenta verifica postagens em sites públicos de mídia social e outros recursos online públicos em busca de links do Zoom Meeting. Se o link para a sala de aula remota foi compartilhado abertamente online, os proprietários e administradores da conta Zoom receberão uma notificação por e-mail. No relatório consta que foram enviados mais de 100.000 e-mails desde setembro de 2020, quando a ferramenta foi ativada.
  • Aprovar ou bloquear a entrada de usuários de regiões/países específicos: o recurso permite que os organizadores da reunião bloqueiem participantes de determinadas áreas geográficas de ingressarem em uma reunião, para que uma sala de aula virtual possa ter como participantes apenas alunos para os quais a aula foi destinada. Foi descoberto que, em muitos casos, essas reuniões perturbadoras não são da mesma área do proprietário da conta.
  • Chat da Sala de Espera: esse é um recurso importante para garantir uma reunião do Zoom. Trata-se de uma área de preparação virtual que impede que os participantes da reunião entrem até que o organizador esteja pronto para recebê-los. Enquanto isso, os participantes também podem interagir com os anfitriões da reunião em um chat bidirecional na sala de espera. Os anfitriões podem enviar mensagens para toda a sala de espera ou para participantes específicos, e os participantes podem responder, criando um ambiente em que os organizadores podem avaliar os usuários e garantir que sejam alunos legítimos antes que a reunião comece.
  • Denunciar abuso: se alguém estiver interrompendo uma reunião ou sessão de aprendizado online, o Zoom oferece várias maneiras de denunciar abuso. Dentro de uma reunião, os organizadores podem denunciar abusos tocando em “Participantes” nos controles da reunião, selecionando o nome do participante que gostariam de denunciar e clicando em “Remover e denunciar”. O participante será imediatamente removido da reunião e o anfitrião terá que preencher um formulário rápido explicando o incidente. Os convidados também podem relatar outros por meio do ícone de informações da reunião no canto superior esquerdo da janela. Os anfitriões podem até denunciar casos de abuso após o término de uma reunião ou webinar, seguindo as instruções de suporte do Zoom ou preenchendo o Formulário de Confiança.
  • Suspender atividades do participante: os organizadores e co-organizadores podem pausar a reunião para remover e denunciar uma parte infratora e evitar mais interrupções. Ao clicar no ícone “Segurança” e selecionar "Suspender atividades dos participantes" é possível interromper temporariamente todos os vídeos, áudios, bate-papos na reunião, anotações, compartilhamento de tela, gravação e encerrar as salas de grupo. Também é possível retomar a reunião reativando os recursos individuais.