Atento teve perdas de R$ 197 milhões após sofrer golpe de ransomware

Atento teve perdas de R$ 197 milhões após sofrer golpe de ransomware

Por Felipe Demartini | Editado por Claudio Yuge | 01 de Abril de 2022 às 13h40
Reprodução/Bahia para você

O ataque de ransomware sofrido em outubro do ano passado pela Atento, uma das maiores empresas brasileiras do setor de atendimento, gerou um impacto de mais de R$ 197 milhões para a companhia. O valor envolve as perdas de faturamento pela interrupção nas atividades, que estaria na casa dos R$ 164 milhões, bem como cerca de R$ 32 milhões em esforços de controle e contenção de danos.

Os números aparecem, em dólar, no relatório financeiro da companhia sobre 2021, publicado nesta quinta-feira (31). O documento não fala em eventuais pagamentos enviados ao grupo LockBit, responsável pelo golpe que travou os sistemas da companhia por dias, mas delimitam que os gastos foram empregados em esforços de segurança, proteção de dados, detecção de ameaças e medidas de remediação após o sequestro digital.

As maiores perdas, entretanto, aparecem relacionadas à paralisação, com o golpe sofrido interrompendo as atividades da companhia no Brasil por cerca de 24 horas e dificultando o atendimento a clientes de grandes nomes como Vivo, Itaú, Azul e Cielo. No dia seguinte, os serviços começaram a voltar de forma limitada, até que a rede foi sendo recuperada gradualmente ao longo das semanas seguintes até voltar a funcionar no máximo da capacidade.

Site do grupo LockBit, onde pedidos de resgate e arquivos vazados da Atento foram disponibilizados; ataque quebrou sequência de trimestres com crescimento, mas não impactou negativamente resultados anuais da empresa (Imagem: Reprodução/Daniel Lofrano Nascimento)

O longo período de recuperação é um forte indicativo de que a Atento não realizou o pagamento do resgate, conforme o documento financeiro indica. Outro sinal importante é o fato de a gangue LockBit ter vazado documentos confidenciais da companhia no início de novembro, com nomes completos, e-mails e datas de nascimento de colaboradores e gestores sendo liberadas juntamente com arquivos internos e registros financeiros e corporativos.

Em carta que acompanha o relatório financeiro, a Atento fala que o ataque sofrido teve um impacto maior do que o esperado, tanto no que toca a complexidade do evento em si quanto dos reflexos dele nas semanas e meses seguintes. No documento, a empresa aponta o ransomware como o principal responsável por um quarto trimestre de 2021 com resultados abaixo do esperado, mas sem atingir de forma significativa a previsão de crescimento.

Ainda que o golpe tenha sido responsável pela interrupção de uma sequência de três trimestres de crescimento, a Atento fechou 2021 com aumento de 7% no faturamento e 20% nas vendas e aquisição de novos negócios. Acordos com companhias como a Telefónica e a ampliação da cobertura em setores como tecnologia, saíde e fintechs foram responsáveis pelo movimento positivo, ainda que a maior inflação e os problemas econômicos no Brasil tenham impactado os ganhos de acionistas.

Fonte: Atento (PR Newswire)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.