Anúncios do Yahoo! infectaram dezenas de milhares de pessoas com malwares

Por Redação | 06 de Janeiro de 2014 às 13h25
photo_camera Divulgação

Centenas de milhares de visitantes do Yahoo podem ter sido expostos e infectados por um malware presente nos anúncios do site da companhia.

O problema foi percebido pela Fox IT, uma empresa de segurança na internet com sede na Holanda, que disse que cerca de 300 mil usuários recebiam os anúncios a cada hora. De acordo com os especialistas da empresa, em torno de 9% desse público (ou 27 mil usuários) foram infectados a cada hora e a praga só não se alastrou mais porque a maioria dos computadores estava protegida por softwares antivírus ou configurados para bloquear os anúncios.

Fluxo de infecção dos computadores pelo malware veiculado nos anúncios do Yahoo

Fluxo de infecção dos computadores pelo malware veiculado nos anúncios do Yahoo!

Os anúncios infectados começaram a ser servidos na última segunda-feira (30) e redirecionavam o usuário para um script que instalava vários tipos de malwares no computador do usuário. Com o computador infectado, os usuários passavam a ter suas ações em sites, especialmente de bancos, monitoradas e enviadas para hackers.

Após testes realizados em seus laboratórios, a Fox IT afirmou que, apesar de não ser possível determinar com exatidão quantos usuários foram infectados, a maior parte deles é da Grã Bretanha, França e Romênia. "Não é possível determinar qual grupo está por trás desse ataque, mas é óbvio que sua principal motivação é financeira e aparentemente eles prestam serviços para outras pessoas", disse a empresa de segurança em publicação feita no seu blog.

Estimativa do número de infectados distribuídos por país

Estimativa do número de infectados distribuídos por país

Em comunicado reproduzido pelo USA Today, o Yahoo disse estar ciente do problema de segurança. "Na sexta-feira, dia 3 de janeiro, nós servimos alguns anúncios que não seguiam nossa diretriz editorial e acabaram espalhando softwares mal intencionados. Nós os removemos o mais rápido possível. Usuários na América do Norte, Ásia e América Latina não chegaram a receber esses anúncios e não foram infectados", dizia o comunicado veiculado no domingo (5).

O número de infecções de fato tem diminuido e a Fox IT diz que esse é o primeiro indício de que o Yahoo! desativou a divulgação de tais anúncios.

Em situações como esta, vale relembrar que é essencial ter um bom software antivírus instalado no computador. Execute varreduras frequentes em sua máquina e esteja com todas as definições antivírus e atualiazações mais recentes do seu sistema operacional em dia.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.