Variante Delta pode aumentar casos de COVID-19 no Brasil, alertam especialistas

Variante Delta pode aumentar casos de COVID-19 no Brasil, alertam especialistas

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 07 de Julho de 2021 às 12h10
Fusion Medical Animation/Unsplash

A Variante Delta tem gerado preocupações, principalmente depois de ser responsável pelo aumento no número de casos de COVID-19 na Europa. E segundo especialistas, há possibilidade de um aumento nos casos do Brasil justamente por conta da variante em questão.

De acordo com a epidemiologista Denise Garrett, vice-presidente do Sabin Institute, é urgente lidar com a variante antes que se espalhe, por isso não dá tempo de ficar escolhendo o imunizante. Para a especialista, a atual queda do número de casos abre espaço para um relaxamento das regras, quando na realidade deveria ser usado para uma melhor preparação contra a nova cepa.

Por enquanto, a situação da variante Delta no Brasil envolve 15 casos, confirmados entre 20 de maio e 6 de julho, de acordo com o próprio Ministério da Saúde: seis em um navio que esteve na costa do Maranhão, três no Rio de Janeiro, um em Minas Gerais, dois no Paraná, dois em Goiás e um em São Paulo.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: Fernando Zhiminaicela/Pixabay)

O governo britânico já chegou a divulgar que a variante Delta pode ser até 40% mais transmissível. Mas o virologista Paulo Eduardo Brandão, da Universidade de São Paulo (USP) aponta que não dá para ter certeza ainda se ela é mais transmissível ou foi mais transmitida, uma vez que aglomerações podem ter causado uma avalanche mesmo que ela não tivesse todo esse potencial. O especialista alerta que a vigilância genômica molecular, ou seja, a rede que identifica mutações, é insuficiente, e não sabemos quantas variantes circulam em nosso território.

O Ministério da Saúde afirma que todos os “casos confirmados [da variante Delta] estão isolados e os contatos são monitorados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica e Centro de Informações Estratégicas em Vigilância e Saúde (CIEVS) locais, conforme orientação do Guia Epidemiológico da COVID-19”.

Fonte: Veja Saúde

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.