Variante Delta: estes são os sintomas mais comuns que você deve conhecer

Variante Delta: estes são os sintomas mais comuns que você deve conhecer

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 15 de Junho de 2021 às 13h10
Tumisu/Pixabay

A variante Delta (B.1.671.2) do coronavírus SARS-CoV-2, identificada pela primeira vez na Índia, tem preocupado a população mundial, por ser mais transmissível e causar uma segunda onda de COVID-19 no país em questão. E agora, pesquisadores do Reino Unido descobriram alguns dos sintomas mais relatados: dor de cabeça, dor de garganta e coriza.

Os pesquisadores descrevem a sensação da variante Delta como um "resfriado mais forte", mas embora os sintomas não sejam mais intensos, a variante pode ser mais contagiosa e colocar outras pessoas em risco.

(Imagem: HwangMangjoo/Rawpixel)

Os sintomas comuns de COVID-19 a que as pessoas devem se atentar são: tosse, febre, perda de cheiro ou sabor. Mas segundo os pesquisadores, desde o início de maio, os principais sintomas não são os mesmos, mudança que parece estar ligada ao aumento da variante Delta, identificada pela primeira vez na Índia e agora responsável por 90% dos casos da doença no Reino Unido.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A febre permanece bastante comum, mas a perda do olfato não aparece mais nos 10 principais sintomas, segundo a equipe. Os especialistas ressaltam que as pessoas podem pensar que acabaram de pegar algum tipo de resfriado comum, e isso está alimentando grande parte do problema. "A mensagem aqui é que, se você for jovem, pode ter sintomas mais leves de qualquer maneira. Pode parecer apenas um resfriado forte, mas faça um teste e fique em casa", aconselham os pesquisadores.

Vale lembrar que, na Índia, médicos sugeriram recentemente que a Delta seja responsável por novos ou por diferentes intensidades de sintomas da doença na forma mais grave, como perda auditiva, dores articulares, distúrbios gástricos graves e coágulos sanguíneos que podem levar à gangrena. Apesar dos relatos dos profissionais e especialistas, tais sintomas ainda não foram cientificamente documentados.

Fonte: BBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.